Resenha: A menina que não queria ser top model – Lia Zatz

Em 17.09.2014   Categoria: Resenhas

meninantopmodel A menina que não queria ser top model é mais uma obra publicada pela Editora Biruta com perfeição. Não criei muitas expectativas com a leitura porque não sabia muito bem o que esperar. Quem me indicou o livro foi a Babi e como temos o gosto muito parecido, não pensei duas vezes antes de solicitar para a editora para ser a leitura/resenha do mês.

O livro é narrado por 3 pessoas diferentes: Vitória, a filha que não quer ser top model, Verônica, a mãe que quer que a filha seja top model e o narrador, neutro – que mostra a história do lado de fora. Como o título já diz, a história gira em torno de Vitória e Verônica, uma com a opinião diferente da outra sobre ser top model. Desde que Vitória nasceu, sua mãe já criou planos para fazer a menina crescer com todos os requisitos para se tornar uma modelo: controlava sua comida, tentava fazer com que ela fosse feminina e todas essas coisas.

Já começamos a leitura descobrindo que os planos da mãe não deram muito certo, já que Vitória teve distúrbios alimentares e foi parar no hospital. Vitória era muito pequena para entender porque era a única que não podia comer docinhos nas festas de aniversário, ela achava que chegaria um dia em que sua mãe lhe contaria que ela tinha alguma doença e por isso não podia se arriscar comendo certas coisas. Mas um dia ela não aguentou e começou a comer tudo que via pela frente – e depois foi vomitar tudo.

Eu achava que o livro ia seguir uma linha mais parecida com Garotas de Vidro, que foca mais nos distúrbios e sobre como isso afeta muitas pessoas e é ruim, mas essa história é mais inocente, com um toque mais infantil, trazendo esse ponto de uma forma leve e não muito detalhada. Pra mim foi um ponto positivo, porque Garotas de Vidro foi uma leitura bem pesada e não estava querendo algo na mesma intensidade.

Acompanhamos o início da independência de Vitória em relação às decisões de sua mãe e conhecemos o lado mais humano de Verônica quando descobrimos tudo o que ela passou em sua adolescência. Um livro para se ler em “uma sentada”, mas com uma lição de vida para mães e filhas sobre sonhos e liberdade.

O ponto extra sempre vai para a diagramação e ilustrações da editora, que sempre, sempre, está de parabéns!

A menina que não queria ser top model
Páginas: 156 Editora: Biruta Nota: ★★★★★


  • Babi Lorentz

    Em 17.09.2014

    É lindo, é tocante, é emocionante e bastante infantil. Realmente, o fato de ela não se aprofundar como a Laurie fez em Garotas de Vidro foi um ponto diferente e bom pro livro. Mostrou a história da Vitória de uma forma bem legal e que, com certeza, vai chamar atenção de todos os leitores.
    Eu amo esse livrinho! Que bom que você gostou também. <3
    Beijo.

    [Responder]

    Juh Claro:

    Muito obrigada pela indicação, porque eu adorei mesmo!

    [Responder]

  • Fêh Zenatto

    Em 17.09.2014

    Nunca li nenhum livro dessa série da Editora mas adoro os títulos.
    Acho o tema desse bastante interessante. Sempre fico pensando, quando eu era pré-adolescente, o quanto os livros que eu lia modificavam meu modo de pensar e de agir, por isso, acho importante que elas tenham esse respaldo por livro, né?! Ainda melhor se for com a diagramação linda que tenho certeza que a Editora Biruta fez no livro!

    Blog Coisa e tal
    Facebook | Twitter | Instagram

    [Responder]

    Juh Claro:

    Eu solicitei mais um dessa série para ver se é tão bom quanto!
    Também gosto de livros que conseguem passar alguma mensagem :)

    Beijo.

    [Responder]

  • Patty

    Em 17.09.2014

    Eu nunca li nada da editora mas morro com as capas, são todas tão lindas <3333
    Adorei o livro, vou colocar na minha wishlist HEHEHE

    :*

    [Responder]

    Juh Claro:

    Se você acha as capas lindas, precisa dar uma olhada nas folhas! :)
    Beijo.

    [Responder]

  • Bianca Martins

    Em 17.09.2014

    Eu n sabia, mas a Editora Biruta trata somente desses assuntos mais ‘polêmicos’ ou com uma conotação histórica. Eu AMEI saber disso, pois se tornou a minha editora favorita, ainda mais p poder dar de presente p as pessoas mais jovens, já q sempre há uma mensagem bacana por trás das histórias.
    E esse livro n é diferente neah ^^
    Fora essa capa q é linda demaaaais!!

    [Responder]

  • Tamires Fernanda

    Em 17.09.2014

    Eu ainda não conhecia esse livro, mas me deixou curiosa, e gosto de livros assim, não tão emotivos.
    Ainda não li Garotas de Vidro mas vou lê-lo logo logo..

    Abçs :)

    [Responder]