Attention, please! We interrupt this program…

Em 14.06.2013   Categoria: Pessoal, Random

With some disturbing news
A worldwide evacuation
We’re going to lose
And they’ve pulverised the nation
I guess it shows us just what love can do

Atenção, por favor!
Nós interrompemos esse programa
Com algumas notícias perturbantes
Uma evacuação mundial
Nós vamos perder
E eles pulverizaram a nação
Acho que isso nos mostra o que o amor pode fazer

Sim, eu vou começar esse post com uma música de uma banda britânica mesmo. Afinal, brasileiro é tão “baba ovo” de tudo que acontece fora do país que acho que citar algo internacional tão pequeno, que mostra exatamente o que está acontecendo, não tem problema nenhum.

Se você é contra as manifestações e acha que o pessoal tá fazendo isso pra se aparecer e só badernar, nem se dê ao trabalho de ler o resto desse post. Eu resolvi escrever tudo o que eu penso aqui porque o povo diz que “ninguém sai do Facebook”, mas quero dar o meu lado da história e acho que aqui é o melhor lugar pra falar tudo o que eu quero.

As manifestações tiveram início após aumento da passagem de transporte público de R$3,00 para R$3,20 – e é aí que muitos param e falar “mas só são 20 centavos” e a continuação dessa frase varia entre: “vão trabalhar”, “isso não é nada”, “calem a boca” e “isso não é nada comparado com o que roubam da gente” – ok, não é nada comparado, mas é DESCARADO! Está na nossa cara, está todo mundo vendo e NÃO DÁ MAIS pra ficar parado! Dane-se se “começamos pelo lugar errado”, pela causa errada, mas o importante é que COMEÇAMOS. Ou vai dizer que você queria esperar acontece algo pior para o pessoal começar a acordar? Hoje a manifestação é pelos “20 centavos”, amanhã é pela saúde, educação, PEC 27 e depois os políticos. Você, que acha que 20 centavos não é nada, vou propor uma coisa: tire 20 centavos do seu salário todos os dias, coma menos 20 centavos em todas as refeições e pague 20 centavos a menos em uma consulta com o médico, quero ver falar que são “só” 20 centavos.

manifestacao

Eu não estou lá, eu não compareci à manifestação nenhum dos dias e vou confessar: não vou porque tenho medo. Tenho muito medo mesmo de estar lá no meio em paz, lutando pelos meus direitos e a tropa de choque chegar atirando bala de borracha e bomba de gás lacrimogênio e correr pra um hospital e ser espancada por eles – SIM, ISSO ACONTECEU! Se fosse tudo pacificado, se todos fossem para as ruas para realmente protestar, sem quebrar nada (o que aconteceu ontem) e sem tomar tiro da polícia, eu já estaria lá no meio. Sim, sou covarde, mas pelo menos eu consigo enxergar a realidade, o que me deixa a muitos pontos na frente de você – você, que assiste televisão, lê revistas e jornais que dizem que quem faz manifestação é vândalo e tem que apanhar e ser preso, você sim é um covarde, porque NÃO QUER VER o que acontece e vai engolir toda essa porcaria pra sempre, vai ficar aí, pagando R$10,00 pra andar em um ônibus caindo aos pedaços, sem conseguir descer no seu ponto (ou ainda subir no ônibus) de tão lotado e vai levar mais de três horas pra ganhar seus “20 centavos”. Semana que vem, se as manifestações continuarem e a polícia não meter o louco de novo, estarei lá, pode ter certeza!

O pessoal só vai acordar quando mexer no bolso dos riquinhos ou dos políticos, porque do jeito que está, todos acham que são estudantes desocupados que nem pegam ônibus, mas gostam de bagunça e por isso estão fazendo tudo isso. Não é questão de pegar ônibus ou não, mas sim pensar em todas as consequências e também em todos os outros que pegam ônibus – em todos que tem que acordar cedo pra alimentar uma família e que vai ter que dividir um pão em 10 porque usou 20 centavos a mais pra ir para o trabalho.

Bom pra você que não precisa de 20 centavos, eu mesma, felizmente, depois de meus pais trabalharem muito – e eu também, não preciso, mas e daí? Só por causa disso vou ficar aqui parada, xingando todo mundo e dando razão ao poder por aumentar a passagem na cara larga? E o preço da gasolina? Antigamente com R$50,00 você enchia o tanque e agora? E o próprio preço do carro? Sabe quanto de imposto tem em cima de um carro que é fabricado NO NOSSO PAÍS? É mais barato ir para o México, comprar um carro lá (que foi feito aqui) e voltar. Você tem NOÇÃO disso? Tem noção do quanto sai do seu bolso e vai para o estádio do Corinthians? Vai para um Museu do Trabalho ou para as viagens dos políticos para Paris?

Não, eu não acho que tem que destruir tudo, colocar fogo no ônibus nem nada disso – e isso mudou ontem. Ontem ninguém quebrou nada, só apanharam, só procuraram abrigo para se esconder da tropa de choque que chegou atirando contra os gritos de “não violência” – aí pode, né? Na hora que um ataca lixo no meio da rua e coloca fogo, não pode, mas na hora que os “puliça” faz a mesma coisa, tá certo? Não é pra ter violência de NENHUM dos lados, é pra ter protesto pelos direitos!

ACORDA, cria coragem e VAI! Vai que dá, Brasil!

É outra música em inglês, mas acho que também representa muito toda a situação.

“They’re takin’ me down as the prisoners riot” (Eles estão me derrubando como a revolta dos prisioneiros)


  • Steh

    Em 14.06.2013

    Se parar a palhaçada desses puliça folgado sem noção, vamo pra rua :D

    [Responder]

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Seleção de Livros! Clique e confira.