Categoria "Filmes"

‘Extraordinário”: divulgado o trailer oficial do filme

Em 24.05.2017   Categoria: Filmes

PARA TUDO!

Desde que vi a primeira notícia sobre uma possível adaptação cinematográfica de um dos meus livros favoritos, vulgo Extraordinário, eu já surtei. Quando vi quem seria o protagonista, surtei ainda mais. Aí divulgaram os atores que fariam os pais do protagonista e eu até chorei. Hoje de manhã entro no Facebook e me deparo com o que? O trailer oficial!!!!!!!!!!111

Eu tinha/tenho muito medo dessa adaptação, mas sinceramente, pelo trailer dá para ter um noçãozinha de que será fiel ao livro e isso aqueceu meu coração <3 Ok, o Auggie não é exatamente do jeito que eu imaginava - mas acho que nem teria como, pois cada um imagina de uma forma - mas só de ser o sensacional Jacob Tremblay, tenho certeza que ele fará jus à personagem <3 Bem, além do fofíssimo Jacob, teremos Julia Roberts e Owen Wilson, interpretando os pais de August. OWEN WILSON, MEUS AMORES! MEU ATOR FAVORITO! Entenderam o surto? HAHAHA Além deles, Sonia Braga brasileiríssima fará a avó materna de Auggie (já que no livro ela realmente é brasileira). O longa será dirigido por Stephen Chbosky, de “As Vantagens de Ser Invisível”, em que ele escreveu o livro E foi o diretor – e, se ele adaptar Extraordinário na mesma linha que adaptou “As Vantagens”, já tem meu voto para dirigir mais filmes de adaptação!

Dá só uma olhada no pôster maravilhoso que foi divulgado essa semana:

poster Extraordinário

Para quem não conhece a história, dei uma resumidinha:

August Tremblay (Auggie) nasceu com desordem craniofacial congênita e começará a frequentar a escola pela primeira vez aos 10 anos. Enquanto tudo o que ele quer é ser tratado como uma criança normal, terá de enfrentar a crueldade de seus colegas, enquanto seus pais temem pela estabilidade emocional do filho.
Mas ele tem um coração de ouro e poderá conquistar muitas pessoas, mesmo que seu exterior assuste a alguns. Conhecemos vários lados das pessoas e conseguimos nos identificar com diversas delas, sendo bem difícil julgar suas atitudes. Auggie é um garoto extremamente fofo e tem muitos preceitos interessantes.

Para ler minha resenha do livro, acesse aqui!

Bem, assista ao trailer oficial que foi divulgado hoje e se emocionem comigo:

Lá nos Estados Unidos o filme chegará aos cinemas em 17 de novembro, mas para o Brasil a previsão é 23 de novembro. Já estou ansiosíssima e querendo assistir já na pré-estreia! Me levem!!! HAHA

Quem aí está ansioso e/ou gosta muito livro? Me conte :)


La La Land – Cantando Estações: o filme/musical do momento

Em 30.01.2017   Categoria: Filmes

Há uma semana eu ainda estava de férias #saudade e aproveitei para ir ao cinema em um horário aleatório na segunda feira a fim de não pegar muito cheio e sem gente sem noção (quase deu certo).

Primeiramente precisarei abrir um parênteses: eu tenho um azar em locais divididos com outras pessoas que é de outra dimensão. Quem convive comigo sabe muito bem: quando não tem a opção de escolher os lugares da última fileira no cinema, eu sempre vou sentar na frente de alguém que fique me chutando; em shows eu sempre vou ficar perto de alguém que me empurre, não cale a boca ou qualquer outra coisa que me irrite e me faça brigar; eu sempre pego ou pessoas lentas ou caixas com problemas em supermercados/farmácias, etc.

Sim, é um saco, mas eu queria muito assistir a esse filme e por isso escolhi um horário aleatório. Bem, não deu muito certo porque, infelizmente, tinha um casal de adolescentes que não calou a boca o filme inteiro – o lado bom é que tinha um carinha próximo a mim que ficou mandando os dois ficarem quietos o filme inteiro – então me poupou um pouco de ficar fazendo “shiu” haha. Fica um recado: se você for sair pela primeira vez com uma pessoa, por favor, não vá ao cinema para “se conhecer melhor”. Pode ser difícil acreditar, mas tem gente ali que realmente vai para assistir ao filme.

DE QUALQUER FORMA, deu para assistir ao filme e entender o porquê de ter ganho tantos Globos de Ouro e ter tantas indicações para o Oscar (mais precisamente 14, igualando-se ao Titanic!) – e me vi na obrigação de contar para vocês sobre ele para que possam correr para o cinema e assistir antes do Oscar (será dia 26 de fevereiro)!

la la land - awards
Imagem via: Red Carpet Crash

Para dar aquela introdução básica sobre o enredo do filme: La La Land é um musical que conta a história de Sebastian (Ryan Gosling), um pianista que sonha em abrir seu próprio clube de jazz, e de Mia (Emma Stone), aspirante a atriz que não dá sorte em seus testes e audições. Os dois estão buscando seu próprio espaço em uma cidade super competitiva (Los Angeles, obviamente) e, com isso, enfrentando dificuldades para ficarem juntos.

O diretor (e roteirista) do longa é o novato Damien Chazelle (Whiplash). A intuição de Damien era fazer uma homenagem aos grandes musicais do passado – e conseguiu com sucesso. Além de toda a cantoria, as coreografias são fantásticas e são assinadas por ninguém menos que Mandy Moore. Apesar de toda essa homenagem a clássicos e remontagem de cenas, o filme se passa na atualidade – porém com um toque a mais de fantasia.

Mas vamos começar do começo: Mia e Sebastian se esbarram diversas vezes – tipo aquelas coisas loucas de “destino”, sabe? Mas demora alguns esbarrões para eles darem uma chance ao sentimento que pode estar nascendo ali. O filme é dividido em quatro segmentos que representam as estações do ano e é aqui que vem o destaque para a fotografia: ela consegue ser maravilhosa nas quatro estações.

continue lendo


Para assistir nas telonas: A Garota no Trem

Em 10.11.2016   Categoria: Filmes

Antes de iniciar essa “crítica” já preciso avisar que não li o livro e não tenho a menor ideia se a adaptação foi boa ou ruim – não tenho como opinar sobre isso. A opinião aqui será de alguém que apenas assistiu ao filme, como se não existisse um livro para ser adaptado, ok? Ok (haha).

Durante minha semana na Inglaterra o que mais vi, além de britânicos (er) foram divulgações desse filme. Nos ônibus, trens, metrôs, outdoors e etc; sério, para todo lado tinha alguma coisa falando desse filme – e eu não tinha a menor ideia do que se tratava (muito menos que existia um livro sobre). Cheguei a pensar que o filme era britânico ou que pelo menos tivesse sido filmado por lá, mas nada disso. Filme americano filmado em Nova York e ponto (apesar de que acabei de descobrir que a narrativa do livro se passa em Londres… Faz sentido a divulgação então!).

garota-no-trem-poster Imagem via: Youtube

De qualquer forma, a divulgação toda que vi lá deu certo porque voltei para cá com muita vontade de assistir ao filme – mas ainda não tinha estreado… Enfim, fui ao cinema no último feriado com o noivo e gostei muito. Vi algumas críticas comparando com “Garota Exemplar” (filme que não assisti e livro que não terminei de ler haha), mas não sei muito bem qual a semelhança entre eles (a não ser “garota” no título haha). Nessas críticas encontrei gente falando super bem e gente exalando uma repulsa enorme – sou mais da primeira leva e vou tentar falar um pouco sem spoilers:

A Garota no Trem gira em torno da vida de Rachel Watson (Emily Blunt) que todos os dias anda de trem e fica analisando de seu assento (o mesmo vagão, o mesmo assento, sempre na janela) as casas por onde passa – em particular duas casas: a de um casal aparentemente muito apaixonado e a sua antiga casa, a que ele morou com seu ex-marido, Tom Watson (Justin Theroux) e a que ele continua morando hoje, com sua nova esposa e com uma bebê.

garota-no-trem-rachel-train Imagem via: Adoro Cinema

Rachel conhece a atual esposa de Tom, Anna Watson (Rebecca Ferguson), já que Anna era a amante quando eles estavam casados e sente uma pequena (ou grande) inveja por eles terem conseguido fazer um filho, já que quando casados Rachel tentou várias vezes e de diversas formas e simplesmente não conseguiu. Talvez uma das razões pela qual Tom a deixou?

garota-no-trem-tom-anna Imagem via: Director’s Cut Movies

Rachel não se conforma deles morarem na casa que ela morou, que ela ajudou a mobiliar e decorar… Mas ela presta mais atenção na casa que fica mais para frente; a casa de Megan Hipwell (Haley Bennett não, não é a Jennifer Lawrence) e Scott Hipwell (Luke Evans).

Ela não conhece o casal, mas gosta de imagina-los como um casal perfeito, que se ama muito, que adora fazer sexo em todos os cantos da casa e que têm a vida que ela gostaria de ter. Ela fantasia tudo isso sempre que passa pela casa e inveja bastante a vida de Megan.

garota-no-trem-scott-megan Imagem via: Adoro Cinema

Até o dia em que ela vê, do trem, Megan com um outro homem… Um homem que não é Scott. E aí ela fica louca. Ela desce do trem e perde completamente a noção do que acontece depois. Aliás, Rachel tem muito disso: diversas vezes ela tem alguns “apagões” e esquece o que aconteceu. Muito provavelmente por causa de toda a sua bebedeira… Mas é a partir desse ponto que as coisas começam a ficar interessantes.

Voltando um dia para casa de sua amiga, Cathy (Laura Prepon), em que ela mora já há algum tempo, Rachel se depara com a detetive Riley (Allison Janney maravilhosa), fazendo perguntas sobre Megan que… Sumiu. Exatamente no dia que Rachel resolveu descer do trem no bairro em que Megan mora. E Anna e Tom…

garota-no-trem-detetive-riley Imagem via: Are You Screening?

Duas outras pessoas muito importantes no filme são: o psiquiatra Dr. Kamal Abdic (Edgar Ramirez), com quem Megan se consultava (e durante essas consultas descobrimos um pouco mais sobre ela) e Martha (Lisa Kudrow), uma ex-colega de trabalho de Tom (o ex-marido de Rachel). Não vou falar muito sobre eles para não estragar, mas ambos fazem uma grande diferença na história.

garota-no-trem-dr-kamal-megan Imagem via: Adoro Cinema

Apesar de não lembrar o que aconteceu no dia em que Megan desapareceu, Rachel tenta se aproximar do marido dela, Scott, fingindo ser uma amiga… Talvez para tentar entender porquê Megan estava traindo? Talvez para se sentir importante ajudando alguém? Para ficar perto de sua ex-casa? Olha, tem uma explicação mais ou menos no filme, mas não dá para entender o que a motivou a se “intrometer”, já que ela é uma das suspeitas de ter algo a ver com tudo isso. Li por aí que no livro o relacionamento dela com Scott é um pouco diferente do que se passa no filme, mas não acho tão relevante que tenham mudado no filme, não afetou em nada.

garota-no-trem-scott-rachel Imagem via: Just Jared

Emily Blunt, na minha opinião, atuou muito bem. Conseguiu demonstrar bem como as pessoas que têm “blackouts” se sentem, mostrou o lado dos AA (Alcoólicos Anônimos), a angústia por não ter conseguido realizar o sonho de ser mãe e como o álcool pode mudar e destruir a vida de uma pessoa. Seus momentos de inveja de Megan e até de Anna são compreensíveis, mas dão certa dó. Um ponto negativo é que durante quase uma hora e meia o filme é meio drama e o suspense mesmo só vem nos (33) minutos finais. Pode dar um pouco de sono, mas sério, vale a pena por conta da reviravolta.

garota-no-trem-rachel-drinking Imagem via: Yahoo

O que aconteceu com Megan? Rachel tem algo a ver? Quais são os segredos por trás de todas as personagens que as trazem para o mesmo círculo? Sério, a história fica tensa a partir de um momento inesperado e tudo que você pensou desde o início começa a mudar – acho que essa é a parte legal de um thriller psicológico, não é mesmo?

garota-no-trem-megan Imagem via: Papo de Cinema

O filme foi além do que eu esperava e foi até bom não ter lido o livro, porque aparentemente quem leu não gostou tanto assim. É claro que ele já foi para a lista de leitura porque não me contentei só em ver a história, vou ter que ler também HAHA E eu já quero assistir de novo – ou pelo menos que alguém assista e comente comigo sobre, porque queria compartilhar os sentimentos!

Bem, tem um final de semana prolongado chegando e, se você estiver a fim de dar uma passadinha no cinema, dê uma chance à Garota no Trem :)

Vou deixar o trailer aqui para vocês assistirem antes e depois do filme. Você vai entrar na sessão imaginando algo e vai sair entendendo algo bem diferente (confie em mim):


Página 1 de 6123456