Diário de Bordo #001

Em 11.02.2011   Categoria: Viagens

Quem me conhece sabe como eu amo viajar e agradeço as oportunidades que a minha família tem de realizar meus sonhos. Espero que eu possar dar essas oportunidades à minha futura família e meus filhos, porque não existe sensação melhor do que viajar e conhecer lugares fantásticos! Sei que a partir de agora minhas viagens serão menos frequentes porque a faculdade vai começar a pesar, logo logo arranjarei meu estágio (dedinhos cruzados!) e a saudade do meu namorado é cada vez mais insuportável, então não dá pra ficar longe tanto tempo, haha.
Mas e daí?

O Diário de Bordo é um meme criado por mim (eu acho, nunca vi em nenhum outro blog que eu acesso!) para contar um pouco das minhas aventuras pelo “mundo”. Aqui vou contar um pouco sobre a cidade em que estive, registrar com fotos e dar dicas de onde ir/o que comer/o que fazer e etc. Espero que vocês gostem!
 

Diário de Bordo #001Espanha.

A primeira coisa que vocês tem que saber é: eu morro de medo de avião. Desde a primeira vez que pisei em um até hoje. Estou contando isso porque meu pai só ficou sabendo nessa última viagem e eu jurava que ele sabia! Então, para não deixar mais dúvidas: sim, eu tenho medo de avião, mas nunca deixarei de viajar por isso.
Depois dessa confissão, vou estreiar esse meme com a minha última viagem.

15 de Janeiro, 21h.

Eu, meu pai e minha irmã esperando chamarem o vôo para Madri. De Madri pegamos uma ponte aérea até Barcelona, nosso destino final. Domingo à tarde chegamos no aeroporto e pegamos um táxi até o hotel (nos hospedamos no Barcelona Catedral), nos lotamos de roupa e saímos para dar uma volta pela cidade. Jantamos no Hard Rock Cafe onde foi a primeira vez que nos deparamos com milhões de brasileiros.
Voltando para o hotel descobrimos que teria jogo do Barcelona no Camp Nou, mas estávamos cansados da viagem e desacostumados do frio para arriscarmos e acabamos assistindo ao jogo pela televisão mesmo (como uma boa torcedora do Real Madrid, foi até bom não ir até lá. Estaria traindo meu time!).

 
17 de Janeiro.

Resolvemos pegar aqueles ônibus de City Tour e nossa primeira parada foi o Parque Güell. Para quem não sabe, a Catalunya (antigo nome da região nordeste da Espanha), teve um grande artista: Antoni Placid Gaudí i Cornet, ou simplesmente Gaudí; que deixou sua marca pela cidade toda. O Parque Güell foi construído primeiramente para ser um condomínio residencial, mas o projeto inicial foi cancelado e ele virou um parque público. Enquanto Gaudí construía o condomínio, morou lá e agora sua casa virou um museu (estava fechado quando fomos). O parque inteiro tem referências ao Gaudí, desde os pilares da suposta “sede” do condomínio até os monumentos da entrada, como o lagarto, figura mais famosa dele (foto). Encontramos várias escolas lá no parque. Na verdade encontramos muitas excursões por toda a Espanha. Super gracinha ver os alunos de mãos dadas por vários pontos turísticos; acho que falta um pouco disso aqui no Brasil.
O parque é um ótimo lugar para fazer um piquenique, um cooper e namorar.
 
18 de Janeiro.


Segundo dia de City Tour com destino à Sagrada Família. Ah, agora você se lembrou que sabe quem é o Gaudí, não é? A Sagrada Família é o trabalho mais famoso dele e mais maravilhoso. Olha, o que eu mais vi nessa viagem foi igreja, de todos os tipos; então, acreditem quando eu digo que essa é a igreja mais linda de todas que eu já visitei.
A Basílica é famosa pelo seu tempo de construção: que teve início em 1882 e assumida por Gaudí em 1883 e só será terminada em 2026 (talvez…). A parte interior foi finalizada e aberta ao público em Setembro do ano passado e é linda! Começando por fora, o templo foi projetado para ter três grandes fachadas: a Fachada da Natividade, a Fachada da Paixão (foto) e a Fachada da Glória.


 

Por dentro ela é decorada com vitrais e as colunas são todas de referência naturalista – principal estilo de Gaudí (foto). Caixas de som estão espalhadas por todo o espaço – já que a capacidade é de 10 mil pessoas, todos precisam ouvir o celebrador dos cultos. Um ponto negativo: ela é muito gelada por dentro. Se do lado de fora estava mais ou menos 6ºC, lá dentro estava no máximo 0ºC.

 
 
19 de Janeiro.

De manhã/tarde fomos até o Porto para visitar o shopping MareMagnum. É um shopping normal, mais ou menos no estilo do Ibirapuera, talvez, mas é legal visitar para conhecer as lojas espanholas.
À noite visitamos a Casa Batlló, que fica no Paseo de Grácia, um bairro pequeno com várias referências de Gaudí. Então, como já podem imaginar, a casa foi construída por ele. É linda tanto por dentro quanto por fora, apesar de ser meio grande para uma família, mas cada louco com o seu dinheiro, né? Aqui nós resolvemos pegar aqueles audioguides (atenção: todos os audioguides – até do ônibus de city tour – são em português de Portugal, mas não é difícil de entender, só é engraçado). Em cada cômodo que entrávamos, apertávamos um número e ouvíamos a explicação. É impressionante como Gaudí era um gênio. Ele pensou em tudo: desde a iluminação até as chaminés no terraço que se juntam em uma só e são lindas, seguindo o desenho de toda a casa. Ponto de parada obrigatório!

Assim que você deixar a Casa Batlló, atravesse a rua para tirar uma foto da fachada (haha) e depois visite um restaurante de esquina chamado Tapa Tapa. Afinal, quem vai até a Espanha e não experimenta as famosas tapas acompanhadas de Sangría, perdeu viagem.

 
20 de Janeiro.

Último dia na Espanha. Resolvemos pegar bicicletas no hotel para andar na Vila Olímpica. Quem já viu o clipe da Shakira “Loca”, vai reconhecer o local dessa foto.
O passeio de bicicleta é bem legal porque você entra em algumas ruazinhas e descobre coisas interessantes. Como por exemplo um fish pedicure. Sim, são peixes que fazem o seu pé! Você se senta em uma cadeira com um aquário na sua frente, coloca os pés lá e os peixes fazem massagem (e vai lá saber mais o que, né!). Muito diferente e engraçado. São coisas que só vemos andando e fuçando.

Quase esqueci de comentar das Las Ramblas, a principal ‘atração’ de Barcelona. São várias “Ramblas” (ou ruas) que se juntam e no total tem 1 km 200 metros. Começam na Plaza Catalunya (onde vocês devem visitar o El Corte Inglés, a loja de departamentos mais famosa da Espanha) e terminam no porto. Andamos todos os dias por elas, é quase um calçadão sem praia. E é andando por elas que você vai encontrar o Mercadão (não tão diferente do de São Paulo, mas tem algumas frutas exóticas e lanchonetes interessantes). Muitos restaurantes cercam as Las Ramblas também. Desde barzinhos para ‘jovens’ até os restaurantes mais chiques – e uma linda Starbucks! Comemos o famoso churros com chocolate em um restaurante que não lembro o nome, mas não deixem de experimentar isso, é de outro mundo! Qualquer casa de café, lanchonete ou bom restaurante oferece essa opção.
Ah sim, e as divertidas “estátuas vivas”? Uma mais engraçada ou medonha que a outra. Estão espalhadas por todas as Ramblas.

 
Sei que falei muito e que tem muito mais coisa para falar, mas tentei dar uma resumidinha e falar dos principais pontos. Espero que tenham gostado. Me digam se devo continuar com o meme ou não. E obrigada por lerem até aqui!


  • Bela Deville

    Em 11.02.2011

    Own, que lugar maravilhoso!
    Achei a Basílica, com os vitrais, linda demais. É incrível.

    Adorei isso de andar de bicicleta nas ruas. Se fosse aqui, era 99.9% de chance de ser atropelado.
    Acho também que as Las Ramblas devem ser muito legais, eu ia ficar louca para comprar e comprar…
    Starbucks *_* Muito bom.
    AAA, já sei como fazer quando for à Barcelona xD
    Você fala espanhol?

    xoxo

    [Responder]

    juhclaro:

    Olha, esqueci de comentar sobre isso no post! Falo espanhol sim, mas lá é catalão e é IMPOSSÍVEL de falar/entender. É um espanhol misturado com francês, é muito estranho, mas dá pra se virar. E todos (garçons, recepcionistas de hotel, vendedores…) falam inglês, so…
    E olha, lá tem muuuuita gente andando de bicicleta, tem até um sistema que você algua bicicleta com um ‘cartão fidelidade’ e anda na cidade toda e deixa em um desses ‘postos’ da franquia. Muito legal :D

    [Responder]

  • Carolina

    Em 11.02.2011

    um peixei fazendo massagem no pé? WTF? HAHAHAH Muito comédia!
    Também morro de medo de avião, mas nunca deixaria de viajar por causa disso.
    Maravilhosa essa fachada da Casa Batlló, muito linda mesmo! É um prédio, né? HAHA Magina um família só morando aí? eu não sairia do meu quarto de noite, falo mesmo :x

    Ótimas fotos, Juh. Quero saber mais sobre essa viagem! *-*
    xx

    [Responder]

  • Ana Paula

    Em 11.02.2011

    DEMOREI, MAS CHEGUEI! Ai, amiga, desculpa não ter comentado aqui antes, sou uma cabeçuda! Você sabe como eu sou LOUCA pra ir pra Barcelona e que, quando você me disse que ia ter a oportunidade de ir mas não tava muito a fim, eu quis te matar, né? Que lugar mais lindo, cara. Eu sou APAIXONADA pela arquitetura do Gaudí, APAIXONADÍSSIMA. Ele era tão genial e as construções dele são todas maravilhosas e originais, ai, quero gritar! E eu conheci Gaudí ainda criança, assistindo ao desenho das Trigêmeas, acredita? HAHAHA. A partir de então, Barcelona se tornou um lugar INDISPENSÁVEL na minha lista da volta ao mundo. E meu, a Sagrada Familia é o típico local no qual eu sei que vou chegar e morrer de chorar. É a igreja mais linda EVER, meu Deus. Barcelona é muito maravilhosa, queria ter ido na sua mala. AMEI as fotos e todas as informações que você deu, elas vão me ajudar bastante quando eu precisar escrever umas coisinhas aqui que se passam em Barcelona, já que eu ainda não visitei a cidade. Continua com o meme sim, você sabe como eu amo essas coisas de viagem, né? E como você é minha correspondente na gringa, eu vou adorar vir aqui ler mais sobre seus “passeios”, haha. E, ah, amei as fotos! Parabéns pelo ótimo post, fiquei toda besta aqui!
    xx

    [Responder]

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Seleção de Livros! Clique e confira.