Ender’s Game – O Jogo do Exterminador

Em 01.10.2015   Categoria: Dicas, Filmes

Precisei ouvir bastante sobre O Jogo do Exterminador antes de tomar coragem pra passar algumas horas na frente da televisão assistindo a algum filme (acredite: durmo no meio de quase todo filme que começo a assistir, por isso preciso saber que o filme é muito bom pra poder encarar o desafio de assistir a algum).

O JOGO DO EXTERMINADOR

O fato de saber sobre a existência da história em livro e também por saber que uma das minhas amigas já havia lido e amado, acabou me dando um gás pra poder testar o filme. Que bom que aceitei o desafio, fiz uma pipoquinha e dei play no Netflix. Valeu cada minuto!

Em Ender’s Game, depois de um ataque dos Formics (uma espécie de alienígenas que nos faz pensar em formigas gigantes) à Terra, um novo exército está sendo formado. Este exército é composto apenas por crianças que foram criadas com jogos de Guerra, tendo uma capacidade incrível para estratégia. Ender (Asa Butterfield) é a mais nova criança a ser enviada para o treinamento e acaba por se destacar em tudo, podendo ser o escolhido a comandante da missão.

Para evitar novas Guerras, a ideia é atacar os Formics, impedindo-os de retornar à Terra para uma nova invasão. Eles precisam de uma criança como comandante porque as crianças são mais rápidas e pensam de uma forma que nenhum adulto consegue entender.

Ender é assim. Ele pensa no inimigo, em como o inimigo pensa e vê as coisas. É por isso que ele sempre acaba por se destacar em qualquer coisa que faz. É muito bom e luta por aquilo. Quer ser um comandante. Quer participar da Guerra e mostrar que pode ser o melhor.

O filme é incrível. A cada cena eu me sentia sem fôlego e com vontade de assistir mais do que apenas aquilo que nos foi mostrado nas telas (acredite: até a pipoca eu comecei a deixar de lado. O sono nem passou perto de mim!). Eu não conseguia desgrudar da televisão e até ouvi meu tio comentar que eu não piscava. E eu acredito nisso! Porque é simplesmente um pecado perder um segundo sequer deste filme. Ele é totalmente maravilhoso e super bem feito.

É importante destacar que a história, por ter sido bem escrita, acaba te mantendo extremamente concentrado. Vários segredos rondam a vida de Ender, várias mentirinhas vão sendo contadas com algum intuito, mas é quase impossível que consigamos compreender o que é verdade e o que não é.

Eu assistiria de novo e de novo e de novo e de novo apenas para me encantar cada vez mais com tudo que fez o filme ser o que é. Fiquei mesmo apaixonada e confesso que não consegui parar de pensar nele por um bom tempo. Agora basta ler o livro e me deliciar com essa história mostrada no papel.