Resenha: A Irmã Nem Tão Feia Assim de Cinderela – Clayre Pyatt

Em 28.08.2012   Categoria: Resenhas

A Irmã Nem Tão Feia Assim de Cinderela – Cinderella’s Not so Ugly Sister
Autora: Clayre Pyatt
Editora: Ciranda Cultural
Páginas: 127
Nota: ★★★★☆

Sinopse: Vocês todos já conhecem a história: minha irmã Cinderela conhece o Belo Príncipe, sapatinho de cristal, sessão de fotos, etc., e eles vivem felizes para sempre. Mas os livros nunca contam que quase tudo deu errado, além de todo esforço que nós, com nosso 15 minutos de fama em contos de fadas, fazemos para levar a história a um final feliz! Leia todos os relatos em meu diário e descubra como mamãe (a Madrasta Perversa) e a feia da minha irmã, Ágata, tentam arruinar tudo.

Mildred.

 

 

Um livro infantil que me chamou atenção pelo título e que no geral me diverti muito lendo e recomento às crianças e também aos fãs de Cinderela – ou a quem puder separar uma horinha do dia para ler essa história cheia de amor, vingança e reviravoltas.

Comprei esse livro na Bienal juntamente com “O Grande Lobo Mau”, cada um por R$5,00 – o que só aumentou minha vontade de ler.

A Irmã Nem Tão Feia Assim de Cinderela é um diário de Mildred, a meia-irmã de Cinderela, mais conhecida como ‘irmã feia’, mas ao acompanharmos o dia a dia dela, percebemos que ela não é quem aparentava ser na história da Cinderela.

A história é contada a partir da saída de Cinderela da casa da madrasta para morar com o Belo Príncipe e a falta que ela faz às moradoras da casa – para Ágata e a Madrasta Perversa pelo lado da arrumação e para Mildred por conta da amizade que elas tinham.

Mildred está se sentindo excluída já que sua irmã e sua mãe não saem da cozinha e não a deixam saber o que está acontecendo, enquanto isso ela tenta ajeitar a casa (pelo menos a sua parte), antes delas contratarem Mary Mary, que vira a nova empregada da casa e é uma companhia para Mildred.

Em um dos dias que sua mãe e irmã estão confinadas na cozinha, chega uma correspondência da festa de noivado da Cinderela e Mildred decide não contar às outras duas e decide ir sozinha.

Mildred faz uma nova amizade com Bo Peep, uma menina legal, porém desligada, que sempre perde suas ovelhas e pede ajuda para Milly (apelido que ela ganhou de Bo) todas as vezes – apesar de isso ser chato, acaba aproximando as duas – e Milly ganha uma ajuda para escolher seu vestido para a festa de noivado.

Conforme os meses vão passando e o casamento de Cinderela vai se aproximando, Milly acaba descobrindo o que sua mãe e irmã andam aprontando e se vê responsável por impedi-las, mas muita coisa vai acontecer para atrapalha-la, além de uma distração um tanto quanto bonita, Josh, um dos homens do Rei, que flerta com ela o tempo todo, mas que ela não se convence – afinal, ela é a irmã feia, né?

No geral a história é bonitinha, o livro tem ilustrações e a forma de diário faz a leitura fluir ainda mais rapidamente. O final é bem clichê, mas é um conto de fadas, todos os finais são clichês haha Recomendo a leitura para quem quiser algo leve, gostoso e engraçado para ler.


  • Mari Alencar

    Em 28.08.2012

    Essa é a famosa leitura de ônibus. Algo leve, gostoso e fácil. Ótima distração para o trânsito. Gostei do livro por que eu adoro contos de fadas, e saber um outro ponto de vista da história pode ser interessante. :))

    Beijão Juh!

    Mari – http://leitorete.blogspot.com

    [Responder]

  • Babi Lorentz

    Em 28.08.2012

    Bem que você me disse pra ler logo, né? Eu só vou terminar de me organizar nas parcerias e com certeza leio. Quero ler sua resenha pro outro (o de capa azul, hahaha) também.
    Beijos.

    [Responder]