Resenha: No Escuro – Elizabeth Haynes

Em 15.12.2016   Categoria: Resenhas

No-EscuroElizabeth Haynes participou do NaNoWriMo e acabou escrevendo o livro No Escuro (claro, na sua primeira versão). Depois da insistência de alguns para que ela enviasse o livro para análise, a história foi lançada, fez um grande sucesso, e tem todos os motivos para isso.

Neste thriller psicológico, conhecemos Catherine, uma mulher que gosta muito de sair com as amigas e se divertir em baladas, passando por vários pubs em uma noite só e aproveitando o que há de melhor na vida. Gosta de conhecer pessoas novas, bebe bastante e acorda no outro dia na cama de algum desconhecido ou com um desconhecido em sua cama, até que conhece Lee, segurança de um dos pubs em que foi numa noite, e acaba iniciando um relacionamento sério com ele: um homem bonito, forte e que mostra se importar com tudo o que ela faz, sendo intenso demais.

Por outro lado, também conhecemos Cathy, ou o que sobrou de Catherine. Cathy está cheia de transtornos obsessivos. Sente necessidade de checar a porta do apartamento sempre seis vezes, tem hora para tomar chá, dias da semana para fazer compras e algo muito forte com o número 6. Tudo é sempre feito 6 vezes. E tudo isso para que ela se sinta segura o suficiente, mesmo sabendo que Lee está preso há uma distância suficientemente segura.

Como os capítulos intercalam o passado com o presente, ficamos tentando descobrir tudo o que aconteceu com Catherine para que ela virasse Cathy. Uma pessoa tão cheia de vida se tornar uma pessoa tão cheia de medos e de regras. Não descobrimos de cara e isso nos leva a perceber que não é apenas a personagem que está no escuro, mas nós também.

Elizabeth consegue conduzir a história maravilhosamente bem, nos deixando saber do essencial nas horas mais certas, nos deixando com vontade de não largar o livro e descobrir o que aconteceu para todas essas coisas se desencadearem. É fácil perceber que o causador de tudo é Lee e já podemos imaginar que a personagem sofreu maus bocados ao lado desta pessoa, mas o mais interessante é ir descobrindo tudo enquanto a autora vai nos dando as informações.

Também há um romance, o que eu achei essencial na história. Cathy não se envolve com qualquer um. Ela conhece um psicólogo, que mora no apartamento de cima e que acaba acompanhando-a, deixando a história sempre mais interessante.

Amei o livro e recomendo a todos que gostam de um bom (ok: ótimo, maravilhoso, perfeito – sim, sim, sim!) thriller psicológico.

No Escuro – Into The Darkest Corner
Páginas: 336 Editora: Intrínseca Nota: ★★★★★


  • Veronica Serpa

    Em 15.12.2016

    Muito boa a resenha! Tô curtindo muito ler esses thrillers psicológicos e fiquei bem interessada nesse! Não tinha ouvido falar, mas vou dar uma chance :)
    Recomendo muito qualquer coisa da Gillian Flynn e “A Garota no Trem”, da Paula Hawkins.
    Um beijo!

    Sincerely, Ronnie
    http://www.sincerelyronnie.com

    [Responder]

    Bárbara Lorentz:

    Oi, Veronica!
    Eu gostei tanto de No Escuro que morro de vontade de ler os outros títulos da autora :)
    Beijo!

    [Responder]

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Seleção de Livros! Clique e confira.