Resenha: Os Noventa Dias de Geneviève – Lucinda Carrington

Em 05.11.2015   Categoria: Resenhas

Esta resenha é de um livro não recomendado para menores de 18 anos.

os noventa dias de geneviève Geneviève é uma mulher ambiciosa e que quer subir na carreira. Ela consegue a oportunidade perfeita quando conhece James Sinclair, um ótimo candidato a cliente da agência de publicidade na qual trabalha. Sinclair sugere que ela seja sua escrava sexual por 90 dias antes de assinar o contrato. Promete que se ela fizer tudo o que ele pedir, ela conseguirá sua assinatura e um contrato para a empresa. Ela aceita a proposta rapidamente, mas o que ela não sabe é que ela pode acabar se descobrindo ao longo desse período.

Ao se tratar de romances eróticos, sempre vamos nos lembrar de Cinquenta Tons de Cinza, então é impossível que eu não faça uma comparação deste com o que foi lido por mim agora. Anna e Geneviève são mulheres completamente diferentes, com vontades diferentes e motivos diferentes para aceitarem essa situação. Anna está apaixonada por Christian. Geneviève quer apenas conseguir uma popularidade maior em sua empresa e ser bem sucedida no seu emprego. Christian e Sinclair também são diferentes. Sinclair não tem todo um passado complicado para se entender e não foi “fodido em cinquenta tons”. Ele apenas tem gostos um pouco diferentes ao se tratar de sexo. Nada, nada, nada baunilha.

Mas enquanto Cinquenta Tons de Cinza tem uma história em plano de fundo, Os Noventa Dias de Geneviève é focado unicamente no sexo. Nos noventa dias e nas diferentes ordens de Sinclair à Geneviève. Ordens essas bem diferentes do que eu já tinha visto em outros livros do mesmo gênero. Sinclair pode ser visto como um porco à maneira que trata Geneviève. Ele se refere a ela como uma puta desde o primeiro dia, afinal, ela estava se vendendo: não por dinheiro, mas por uma simples assinatura, por um contrato.

Lucinda Carrington acrescenta algumas coisas aqui e ali, mas eu poderia dizer que se algo fosse retirado, não faria falta. Se a intenção dela era de mostrar sexo em seu livro, ela poderia ter deixado apenas isso: sexo, e retirado alguns personagens.

Apesar de tudo isso, gostei do livro. Só não dei 5 estrelas porque em alguns momentos me senti perdida na leitura. As coisas mudavam de cenário muito rápido e às vezes não havia uma demarcação para mudança de tempo e ambiente, mas recomendo a leitura para aqueles que, como eu, não têm preconceito com esse tipo de coisa.

Os Noventa Dias de Geneviève – The Ninety Days of Geneviève
Páginas: 288 Editora: Planeta Nota: ★★★★☆