Resenha: Questões do Coração – Emily Giffin

Em 10.04.2012   Categoria: Resenhas

Questões do Coração – Heart of the Matter
Autora: Emily Giffin
Editora: Novo Conceito
Páginas: 438
Nota: ★★★★★

Sinopse: Tessa Russo é mãe de duas crianças e esposa de um renomado cirurgião pediatra. Apesar dos avisos de sua mãe, Tessa recentemente abriu mão de sua carreira pra se focar na família e na busca da felicidade doméstica. Ela parece destinada a viver uma boa vida. Valerie Anderson é advogada e mãe solteira de Charlie que tem apenas 6 anos e nunca conheceu o pai. Depois de muitas decepções, ela desistiu do amor – e até mesmo das amizades – acreditando que é sempre mais seguro não ter muitas expectativas. Embora as duas mulheres vivam no mesmo subúrbio de Boston, elas tem muito pouco em comum além do amor pelos filhos. Mas numa noite, um trágico acidente faz suas vidas se encontrarem de um jeito inesperado. Em uma história alternativa e com vários pontos de vista, Emily Giffin nos emociona com um livro luminoso em que boas pessoas são pegas em circustâncias insustentáveis. Cada um sendo testado de maneiras que nunca pensaram ser possível. E cada um deles descobrindo o que realmente importa.

 

Acho que eu fiquei mais de meia hora olhando pra essa página tentando pensar em como começar (e terminar) essa resenha. Queria contar toda a história aqui, porque só assim pra tentar passar pra vocês o que eu senti enquanto lia esse livro incrível, mas vou tentar me conter, porque muito dele é surpresa.

Esse é o primeiro livro da Emily Giffin que eu leio e já virei fã, pois é. O próximo será Presentes da Vida gentilmente enviado pela Novo Conceito com um kit super fofo e eu estou doida pra ler (está na lista desse mês). A escrita dela é impecável e a maneira que ela me prendeu na história foi realmente incrível, me vi na pele de Tessa com quase todos os sentimentos dela durante todo o livro.

Bem, Questões do Coração traz capítulos alternados, ora narrado em primeira pessoa por Tessa Russo, mãe de duas crianças e casada com um cirurgião pediatra que é considerado um dos melhores e com uma vida considerada por muitas “amigas”, perfeita. Tessa deixou o emprego quando percebeu que não teria tempo de cuidar de todas as coisas em casa depois de ter seu segundo filho – como o emprego do marido daria para sustentá-los, ela então virou dona de casa. Há um tempo a relação com o marido, Nick, não está mais as mil maravilhas, muitas vezes ele precisa ir ao hospital no meio da noite por causa do plantão, mas ele pode trocar as noites se necessário – assim como na noite em que saiu com Tessa para comemorar o aniversário de casamento, mas ele acabou esquecendo e antes que a comida pudesse chegar à mesa deles, ele já estava em direção ao hospital para cuidar de mais um caso.

Do outro lado temos a história sendo narrada em terceira pessoa, contando a história de Valerie Anderson, uma mãe solteira cheia de receios e medos no coração. Apesar de ser muito protetora com seu filho, Charlie, quando ela decide deixá-lo participar de uma festa de um dos colegas de classe, algo terrível acontece e seu filho vai parar no hospital no meio da noite, nas mãos de um ótimo cirurgião…

É nessa hora que a vida dessas duas personagens totalmente diferentes se encontram, através do marido e médico, Nick. Charlie sofreu um acidente feio com a fogueira presente no aniversário e teve seu rosto e parte de seu corpo queimado. O trabalho de Nick é reconstruir a face do menino e devolver os movimentos da mão dele, então ele tem que passar um bom tempo no hospital – o que faz Val se aproximar de Nick, e afastá-lo de Tessa.

A história se desenrola de uma forma única e eu posso dizer que ela é bem real. Sinceramente não sei se a Emily se baseou na história de alguém(ns), porque consegui imaginar todos os cenários, personagens e ligar as histórias dos três personagens (Tess, Val e Nick) com histórias que eu conheço.
Não tem como não dizer que o livro é triste, que em certos momentos dá vontade de matar todos os personagens e que você vai ficar com um pé atrás na sua própria vida por abrir um pouco os olhos do que pode estar à sua volta sem você perceber.

A única coisa que eu não gostei logo de cara foi o final, mas depois de terminar de ler e ficar pensando na história (adoro livros que fazem isso), percebi que “não é bem assim”, que o final pode ser dessa maneira mesmo se avaliarmos tudo que aconteceu na história.
Eu mudei meu ponto de vista sobre o assuntos principais do livro: amor e traição, e acho que vou levar esse “reconhecimento” pro resto da vida.

Quem tiver a oportunidade de conhecer essa linda história, leia o livro. Espero que muitos se conectem com os personagens como eu.


  • Babi Lorentz

    Em 10.04.2012

    É, pelo visto, Emily é mesmo mestre em nos fazer não gostar do final. Em nos fazer ver que realmente pode ser que o que ela escolheu para acontecer, poderia realmente acontecer na vida real.
    Foi por isso, confesso, que não gostei muito de Ame o que é seu, apesar de ainda achá-lo um livro maravilhoso.
    Quero muito ler a obra completa dela. Questões do Coração está na minha lista de desejados.
    Beijão

    [Responder]

  • Flavinha

    Em 10.04.2012

    Também adorei esse livro Juh, mexeu demais comigo, ainda mais com o meu lado mãe, fiquei muito sensibilizada com o caso de Charlie.

    Virei fã da Emily depois desse livro também e corri pra ler os outros, só me falta o Noivo da Minha Melhor Amiga, vi o filme e me apaixonei =)

    Beijinhos

    Flavinha – Chata dos Livros
    http://www.chatadoslivros.bllogspot.com.br

    [Responder]

  • Babi Lorentz

    Em 10.04.2012

    Juh, sabia que você tinha escrito essa resenha! Rá!
    Peguei hoje o livro pra ler e logo de início já dá pra ver que ela consegue mesmo colocar todas essas situações no papel de uma forma que a gente consegue enxergar tudo e se perguntar se aquelas coisas não aconteceram em algum momento.
    Acabo de ver meu comentário aqui falando sobre Ame o que é Seu. Acredito que já esteja na hora de eu pegar aquele livro e reler porque quando o fiz, ainda era muito nova e tinha a cabeça meio fechada pra vários assuntos. Hoje já consigo ver tudo sob outras perspectivas. Penso de forma diferente… Amadureci.
    Por isso que acho que peguei Questões do Coração no momento correto. Ainda mais depois do que li sobre o que você disse sobre a questão de amor e traição. Muita coisa tem acontecido na minha vida que me faz questionar essas coisas: amor, traição, relacionamentos.
    Beijo <3

    [Responder]

    Juh Claro:

    HAHAHA Faz um tempinho que li! Inclusive, emprestei pra minha tia e até agora ela não me devolveu… Lembrou bem! rs
    Acho muito bom quando trazem assuntos (infelizmente) reais pros livros, dá pra refletir melhor.
    Eu acho triste ainda existir traição, pra ser muito sincera, então esse livro me pegou um pouco nessa parte. Mesmo assim, gostei muito :)

    Ainda não li “Ame o que é seu”, acredita?

    [Responder]

    Babi Lorentz:

    Tem como você fazer o favor de por favorzinho ler então?
    Foi um livro que eu não gostei muito na época, mas provavelmente ia acabar gostando demais hoje.
    Também não curto muito isso de traição não. :( Acho triste…

    [Responder]

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Seleção de Livros! Clique e confira.