Seriado: Stranger Things – O novo queridinho da Netflix

Em 28.07.2016   Categoria: TV

Caso você não tenha a menor ideia do que é Stranger Things, está na hora de rever seus amigos no Facebook. É impossível que nenhum deles tenha compartilhado algo referente a este seriado na sua timeline nos últimos dias. Provavelmente mais da metade deles já lançou até algum spoiler! Mas se você realmente não se lembra de ter visto algo sobre, pode deixar que eu vou te deixar bem informado.

Stranger Things é o mais novo seriado produzido pela Netflix e estreou no dia 15 de Julho (avisamos lá no post dos lançamentos de Julho) com a 1ª temporada composta por apenas 8 episódios de 45-50 minutos cada. Ela se passa em 1983 e isso é o que mais tem encantado os que já assistiram: ela possui milhares de referências dos anos 80, a começar pelas roupas e penteados, além da trilha sonora e os diversos pôsteres de filmes desta década colados nas paredes.

stranger-things-netflix
Imagem via: One. Perfect. Shot.

Uma das primeiras referências à década é o jogo Dungeons & Dragons (quem não jogou mas assiste Big Bang Theory com certeza conhece); conhecemos quatro garotos que estão há 10 horas entretidos no jogo no porão da casa de Mike Wheeler (Finn Wolfhard): ele, Lucas (Caleb McLaughlin), Dustin (Gaten Matarazzo) e Will (Noah Schnapp). Quando percebem quão tarde é e vão para suas casas, algo muito estranho acontece: Will simplesmente desaparece. É ao redor deste mistério que a história vai se passar – ao lado do que ocorre em um misteorioso laboratório secreto da cidade.

Stranger Things - Dungeons and Dragons
Imagem via: Imgix

A cidade fictícia de Hawkings, em Indiana, nunca teve muita emoção. O xerife Jim Hopper (David Harbour) à primeira vista não passa muita confiança de que merece o seu posto, mas isso é explicado pela cidade não ter nenhuma ocorrência mais grave do que um ataque de coruja. Claro que ninguém esperava que o sumiço de uma criança virasse a cidade de cabeça para baixo. É Joyce Byers (Winona Ryder), mãe de Will e Jonathan (Charlie Heaton), que vai fazer com que Hopper se entregue ao mistério e comece a trabalhar como um xerife de verdade.

Stranger Things -Hopper
Imagem via: Zimbio

Do outro lado temos a fuga de uma criança, conhecida apenas como Eleven ou Onze (Millie Bobby Brown) do tal laboratório secreto. A menininha de cabelo raspado e de poucas palavras é tão misteriosa quanto o local de onde fugiu (é também a melhor personagem/atriz-mirim do seriado, na minha opinião). Ela acaba encontrando Mike, Lucas e Dustin em uma noite chuvosa no meio da floresta enquanto eles procuram Will.

stranger-things-011
Imagem via: Mashable

Mike leva Eleven para a sua casa escondido e lhe entrega roupas secas e monta um local para ela dormir em seu porão, com a ideia de que no dia seguinte ela saia da casa e toque a campainha, encontrando a mãe de Mike e dizendo que está perdida – as mães sempre sabem o que fazer, então Mike acredita que sua mãe com certeza dará um jeito de ajudar a menina. Mas “El” não quer que saibam que ela está ali, que ela fugiu e que tem “homens maus” atrás dela. É aqui que as coisas começam a tomar um lado mais sombrio, é aqui que tentamos ligar os acontecimentos uns nos outros para entender o que está acontecendo na cidade.

Stranger Things - Eleven
Imagem via: Omelete

El tem algumas habilidades a la Matilda e demora um pouco (alguns episódios) para conhecermos toda a história dela. Temos flashbacks, o envolvimento do Dr. Martin Brenner (Matthew Modine – teoricamente o dono do “laboratório secreto”) e algumas investigações feitas pelo xerife que juntos formarão a personagem e farão com que entendamos o poder que ela tem e o que desencadeou os “ataques” na cidade.

Stranger Things - Dr. Brenner
Imagem via: Irish Examiner

Algumas coisas sobrenaturais acontecem e Joyce, por acreditar lá no fundo que irá encontrar Will, é a única que percebe esses sinais e tenta fazer com que Jonathan e o xerife acreditem. Obviamente que eles acham que Joyce está apenas surtando por conta do desaparecimento do filho e não acreditam em nada… Ao notar algumas coisas estranhas na casa, Joyce acredita que Will está tentando se comunicar com ela através de luzes e ela vira #aloucadasluzesdenatal e coloca luzes em todos os lugares da casa na esperança que consiga se comunicar com Will e finalmente o encontre. Você até pensa que ela está doidinha mesmo, mas algumas cenas são tão reais que você vai pensar que ou você também está louco ou que isso está realmente acontecendo.

Stranger Things - Joyce
Imagem via: Movie Pilot

Há outras personagens na história que têm um papel importante como a irmã mais velha de Mike, Nancy (Natalia Dyer), o pseudo-namorado dela, Steve (Joe Keery), Barb (Shannon Purser), Benny (Chris Sullivan), Lonnie (Ross Partridge) e mais. Não vou falar da importância de cada um porque eles têm suas particularidades e posso acabar entregando algum spoiler.

Falando em spoiler, vou parar por aqui. Eu poderia ficar horas falando sobre essa série e te contar tudinho que acontece, mas obviamente que não vou estragar, né. Assista pelo menos aos dois primeiros episódios que você conseguirá entender o quão boa e envolvente ela é – você logo menos estará assistindo ao último episódio sem nem dar conta do horário (recomendo começar amanhã, já que sábado não precisa acordar tão cedo! haha).

Poster Stranger Things Poster
Imagem via: Geek Feed

As referências a filmes antigos como Os Goonies, ET, Poltergeist, Conta Comigo, aos autores/diretores Stephen King, Steven Spielberg, John Carpenter, músicas boas (The Clash e Joy Division) e falas sobre Star Wars, Senhor dos Anéis, Hobbit e etc são um show à parte e, apesar de ter lido algumas críticas negativas por ter trazido tanta coisa para a série, acredito que foi isso que mais chamou a atenção de quem assistiu e gostou.

Se ainda não te convenci, fica aqui o trailer da primeira temporada:


Você pode até tentar dizer que as pessoas estão falando até demais sobre a série e que já cansou dessa modinha de seriados que mal são lançados e já são super comentados e etc… Mas, sinceramente, a série é realmente tudo isso que estão falando e mais um pouco! Não deixe de assistir algo muito bom só porque todo mundo já assistiu. Muito provavelmente todo mundo assistiu exatamente porque é muito bom!

Agora, corre pro Netflix e assista a todos os episódios – depois volta aqui e me conta o que você achou! Se você já assistiu, gostou tanto quanto eu? Já ansioso para a próxima temporada?


  • Babi Lorentz

    Em 28.07.2016

    Eu tava pra começar, mas fiquei com medo de ficar com medo, daí eu li mais um pouco e pelo que você falou, acho que dá pra assistir sem medo de não dormir a noite, hahaha.

    [Responder]

  • Jeh Asato

    Em 28.07.2016

    Juuuuh!!!! (oi!)
    Depois que você falou no snap que tinha feito um post sobre ST eu vim aqui o quanto antes – na verdade assim que o Lucca permitiu – pra ler sua opinião mais a fundo e AMEI!
    Percebi, no final das contas, que o lado “anos 80” tem mexido bastante com os telespectadores, né? Eu gostei bastante também, além de saber que Winonna está no elenco, uhrul! Falando em elenco, achei todos muito fofos (mas digo isso sem qualquer embasamento além dos gifs que rolam no facebook, hehehe).
    Durante a leitura do post eu até ia comentar que esse negócio de sobrenatural, dentro da sua resenha, me lembrou muito coisas da mente do Stephen King e fiquei mega contente por saber que ele conta como referência, uhrul!!! Eu confesso que muitos filmes antigos eu não vi (não sei por quê) mas acho que, no geral, vou curtir sim! Sabe o que me parece a fotografia/imagem do filme? Aquele outro, “Super 8”, você já viu?? Posso estar enganada, claro, mas vou assistir assim que eu tiver uma madrugada livre! =)
    Obrigada por me incentivar a assistir à série, uhrul! Espero, de verdade, não me apaixonar tanto quanto parece que vou – preciso cuidar de um bebê na maior parte do dia, hehehe!
    Beijão! <3

    [Responder]

    Juh Claro:

    HAHAHAHA Sua linda! Que bom que gostou do post. Assiste sim que você vai gostar, tenho certeza! Eu vi o pessoal falando sobre Super 8, como eu não assisti, não posso falar, mas já vi alguns comparativos entre eles.
    Assim que o Lucca deixar, assista (ele não vai gostar, senão ia falar pra vocês assistirem juntos haha).

    Quando assistir me conta o que achou, ta?
    Beijo <3

    [Responder]