Resenha: Três coisas sobre você – Julie Buxbaum

Em 16.02.2017   Categoria: Resenhas

três coisas sobre você Após ler mil e uma resenhas desse livro, baixado no Kindle e tentado começar diversas vezes, finalmente li Três coisas sobre você. Foi o meu primeiro livro lido em 2017 e não poderia ter pedido por uma história mais leve para iniciar a leitura do ano.

Conhecemos Jessie Holmes, uma garota de 16 anos que perdeu a sua mãe para o câncer há 735 dias e, como se isso não fosse muita coisa, precisa lidar com a mudança de cidade, casa e escola. Seu pai se casou com Rachel, uma pessoa muito rica e resolveu que seria uma boa ideia se mudarem para a casa dela em Los Angeles. O que Jessie não esperava era encontrar uma mansão, Theo, seu novo “irmão” que não poderia ser mais indiferente com a existência dela e Wood Valley, a escola lotada de “filhinhos de papai” e meninas maldosas que ela começaria a frequentar.

Além de tudo não é nada fácil ficar longe de sua melhor amiga, Scarlet, principalmente quando Jessie começa a sofrer bullying por aquele típico grupinho de “meninas malvadas” e não tem a quem recorrer para pedir um pouco de ajuda. Até que um e-mail surge em sua caixa de entrada de um tal de “Alguém Ninguém” (AN). Ele aparece para dar algumas dicas de sobrevivência na Wood Valley à Jessie, como quem evitar, com quem falar e etc.

É por meio dessas dicas que Jessie tenta iniciar uma amizade com Adriana – que dá super certo e, para complementar o grupinho, torna-se amiga também de Agnes – e, juntas, conseguem fazer com que Jessie enfrente melhor um dia após o outro. Além das duas Jessie consegue um emprego em uma livraria pequena da cidade (Atenção, Lombadas!) e divide alguns horários com Liam, o filho da dona da livraria, parte da banda da escola e paixão platônica de Dri.

Além de Liam, Jessie começa a ter contato com Ethan por conta de um trabalho em dupla que a professora fez questão de passar e coloca-la com ele. Não que Ethan seja uma pessoa ruim, o problema é que ele é super popular, todas as garotas babam por ele e sequer um olhar amigável foi trocado entre os dois. Mas Jessie insiste em tentar quebrar o gelo e acaba descobrindo uma pessoa muita divertida e ótima companhia para os cafés no período da tarde.

Jessie divide seus dias entre a realidade e o mundo virtual com a troca de mensagens com AN e tenta lidar com a curiosidade de saber quem é essa pessoa misteriosa. Como ele insiste em não se encontrarem, começam a ficar mais íntimos através da brincadeira “três coisas”, em que trocam três curiosidades sobre eles para o outro. Mas uma hora esse mistério todo precisa acabar, né?

“AN: vou lhe dizer mais três coisas:
(1) gosto de música, livros e videogames mais do que de pessoas. elas me deixam sem jeito.
(2) quando era pequeno, eu dormia com um cobertor que eu chamava… espera aí… de Cobertor, e tudo bem, ótimo, eu durmo com ele até hoje.
(3) há um ano eu era uma pessoa totalmente diferente.

Torna-se bem óbvio quem está por trás desse “codinome”, porém a forma que descobrimos juntos com Jessie é bem engraçada e deu um ar mais divertido para a revelação do que um simples encontro “às escuras”. É bem legal acompanhar o crescimento da personagem e a construção do enredo ao redor dela. Aquelas crises e problemas de adolescente são bem retratados e a leitura segue bem leve durante o livro todo.

Este livro não é para todos, mas se você tiver entre 14 e 17 anos, acho que gostará bastante do que irá encontrar pelas páginas. Eu mesma gostei (com 26 anos haha) e recomendo se você estiver procurando algo bem leve para ler de uma só vez.

Três coisas sobre você – Tell me three things
Páginas: 288 Editora: Arqueiro Nota: ★★★★☆


Resenha: Seis Anos Depois – Harlan Coben

Em 05.03.2015   Categoria: Resenhas

seisanosdepois Finalmente eu li algum livro desse autor maravilhoso! Depois de ver tantas resenhas por aí e comprar vários livros dele, eu consegui colocar no topo da pilha pra conhecer a escrita impecável de Harlan Coben. Acredito que comecei com o livro mais “light” (ou mais romântico) dele, mas gostei de qualquer forma e já estou pronta para os próximos.

Seis Anos Depois conta a história de Jake Fisher, um professor universitário que conheceu a mulher da sua vida em um retiro, Natalie Avery. O que Jake não contava era com o casamento repentino de Natalie com um de seus ex-namorados, assim mesmo, sem mais nem menos, e um pedido no dia da cerimônia: que Jake os deixasse em paz.

Ele cumpriu sua promessa por seis anos, mas quando acessou o obituário do dia e viu um nome conhecido, Todd, o homem com quem Natalie se casou, ele decidiu que muito tempo já havia se passado e era hora de procurá-la – nem que fosse para dar as condolências.

O problema é que, ao chegar no velório, Jake encontra uma viúva bem diferente de Natalie, mais velha e com dois filhos e começa a se perguntar se gravou bem o nome do homem que tirou o amor de sua vida de seus braços. Ele resolve investigar sobre Natalie, sobre onde mora e sobre quem era Todd. Ele encontra diversas coisas sobre Todd porque ele deu estudou na mesma universidade em que Jake dá aulas, porém nada sobre Natalie. Absolutamente nada é encontrado com o nome dela, sobre ela ou sua família ou até mesmo sobre o retiro em que eles se conheceram. Sim, é nessa hora que você começa a achar que Jake é louco, teve uma namorada imaginária e está delirando a ponto de achar que tem algo errado.

Mas não, Coben cria uma história incrível que se conecta em todos os pontos imagináveis e tudo tem uma explicação (nem sempre lógica, mas tem). E acredito que é exatamente disso que todos os fãs deles gostam: como todas as loucuras e situações ora impossíveis, conseguem se interligar e formar uma explicação lógica e super bem construída. Pelo menos meu ponto positivo pra ele entra aqui.

O livro é sim um suspense por conta dos mistérios que giram ao redor de Natalie e Todd, porém tem um tom bem romântico. Eu gostei muito do protagonista, Jake tem suas particularidades, porém no fundo é uma pessoa amorosa, determinada e corajosa. Alguém para se admirar ao longo da história. Eu gosto quando as personagens vão crescendo conforme a narrativa (alguns não mudam e outros pioram e esse não é o caso). Minha única reclamação é que alguns pontos poderiam ter sido mais esclarecidos, a história poderia ter sido um pouquinho mais longa. Mas só!

Se você gosta de livros de suspense e mistérios, tenho certeza que Harlan Coben é o autor certo para você.

Seis Anos Depois – Six Years
Páginas: 267 Editora: Arqueiro Nota: ★★★★☆


Resenha: O Diário de Suzana para Nicolas – James Patterson

Em 11.03.2014   Categoria: Resenhas

O Diário de Suzana para Nicolas

O Diário de Suzana para Nicolas foi o meu primeiro contato com James Patterson e não tem como negar que despertou uma enorme curiosidade para ler outros títulos do autor. A escrita de Patterson é impecável e a mensagem que o livro passa é linda e tocante.

Li incontáveis resenhas elogiando esse livro ao extremo. Li tão bem a respeito dele que fiquei até receosa de levantar muito a expectativa e me desapontar, então deixei o livro um bom tempo de lado – o que me arrependi amargamente assim que li os primeiros capítulos.

Em O Diário de Suzana para Nicolas conhecemos Katie, uma editora de livros que está arrasada após ser abandonada sem mais nem menos pelo seu namorado, Matt. Katie recebe de Matt um diário, que ele diz que explicará à Katie o porquê de abandoná-la. Mas o diário não é dele e sim de uma mulher, Suzana.

O Diário de Suzana para Nicolas

O diário de Suzana descreve seu dia a dia e algumas situações do seu passado e as escritas são destinadas ao seu filho, Nicolas, para que ele o leio quando estiver mais velho. Katie reluta por um tempo sobre ler ou não, mas acaba fazendo-o, querendo descobrir o que Matt tem a ver com Suzana e Nicolas.

Suzana é uma médica que morou em Boston com seu companheiro, Gus, um cachorro adorável e vivia na correria por conta de sua profissão. Após um susto por ter um ataque cardíaco e quase morrer, Suzana decide se mudar para a pequena ilha de Martha’s Vineyard, um lugar especial para ela que passou algumas férias com seus avós.

O Diário de Suzana para Nicolas

Na ilha, Suzana conhece novas pessoas e no meio delas, Matt. Ela conta para Nicolas como eles se conheceram, como se apaixonaram e como ele nasceu. O diário é repleto de fatos como esses, realmente coisas cotidianas de Suzana que ela gostaria de compartilhar com seu filho. Eu me apaixonei pela relação dela com Matt e a cada parágrafo queria saber mais do amor dos dois e o porquê dele tê-la abandonado para ficar com Katie.

Katie. O livro é intercalado com as passagens do diário e as reações de Katie. Muitas vezes tive as mesmas reações que ela: como você se sentiria lendo uma história de amor do seu namorado com a ex dele? Sabendo que elas tiveram um filho juntos sem que Matt tenha mencionado uma única vez algo tão grandioso assim.

O Diário de Suzana para Nicolas

Não há muito mais o que falar sem registrar spoilers. O que posso dizer da história é que ela é linda, tocante e apaixonante. Dá para se apaixonar por Suzana, por Matt, Gus, Nicolas e toda a situação que os envolve. Também arrancou algumas lágrimas, mas esse livro tem um espacinho especial no meu coração por ser tão incrível e real.

Não posso deixar de recomendá-lo, mesmo que você já tenha lido outros livros de Patterson, tenho certeza que não vai se arrepender de ler algo do gênero romance (já que ele escreve mais suspense), porque ele se saiu muito bem!

O Diário de Suzana para Nicolas – Suzanne’s Diary for Nicholas
Páginas: 224 Editora: Arqueiro Nota: ★★★★★


MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Seleção de Livros! Clique e confira.