Resenha: Azul da Cor do Mar, Marina Carvalho

Em 09.03.2017   Categoria: Resenhas

azul da cor do marO livro Azul da Cor do Mar é o terceiro que leio da Marina Carvalho. Mais uma vez, assim como fiz em Simplesmente Ana e em Ela é uma Fera!, fiquei torcendo para a personagem principal, rindo de coisas que ela fazia e babando pelo mocinho.

Em Azul da Cor do Mar, Rafaela consegue um estágio no maior jornal de Minas, o Folha de Minas, e começa a trabalhar na editoria de Investigativo. Seu mentor é Bernardo, um cara ranzinza, chato, sem educação, que não gosta de trabalhar em grupo, super inteligente, e maravilhoso!

Rafa sempre quis ser jornalista e este estágio só mostrou pra ela que o melhor que ela podia ter feito era realmente ter corrido atrás do que queria. No jornal, todos são super simpáticos com ela, com exceção de Bernardo, que se pudesse, sairia sempre antes de ela chegar, não tendo que levá-la para cima e para baixo e mostrar para ela como é a profissão de repórter investigativo. Porém, com o tempo, Rafa vai ganhando maior visibilidade lá dentro, já que sempre foi uma ótima aluna e consegue escrever muito bem, dando um toque feminino aos textos de Bernardo.

Além de ter feito amizade com o pessoal da sua editoria, ela também fisgou o coração de Marcelo, jornalista esportivo da Folha de Minas, que sempre aparece procurando por ela e tentando conquistá-la de alguma forma.

Rafa, quando criança, passava férias em Iriri, no Espírito Santo. Durante essas viagens ela via um garoto de olhos bem azuis e com uma mochila xadrez. Sempre ficava reparando nele, mas como ela mesma diz, era sem maldade nenhuma, já que ela era apenas uma criança. Mesmo assim, ela ficou um pouco obcecada por ele e por toda a sua vida escrevia textos endereçados ao Menino da Mochila Xadrez. Falava sobre seus dias, seus medos, suas dificuldades, suas vitórias… Usava-o como um confidente, mesmo que ele não estivesse ao seu lado para ver todos aqueles problemas. Durante muito tempo, também, ela ficou procurando por caras de olhos azuis, morrendo de vontade de perguntar se eles já haviam passado férias em Iriri. Tudo isso, claro, sem sucesso.

O trabalho no jornal e o Menino da Mochila Xadrez podem parecer assuntos distantes, mas foi muito interessante ver como Marina consegue entrelaçar tudo isso, deixando a história bem bacana e sem nenhuma ponta solta. O romance é maravilhoso, as trapalhadas da Rafaela arrancaram risadas de mim e o livro, claro, me conquistou.

Pra quem gosta de romances, pra quem quer um bom livro de literatura nacional contemporânea e pra quem já leu algo da Marina e gostou, Azul da Cor do Mar é o livro certo! Amei e recomendo muito!

Páginas: 334 Editora: Novo Conceito Nota: ★★★★★


MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Seleção de Livros! Clique e confira.