Tubaína Bar: um bar retrô especializado em refrigerantes

Em 06.02.2017   Categoria: Dicas, Restaurantes

Quem gosta de refrigerante e nunca tomou Tubaína deve ser de outro planeta (ou país, aí é perdoável), mas a boa notícia é que dá para você correr atrás desse prejuízo e visitar o Tubaína Bar, um bar retrô especializado em refrigerantes artesanais e comidinhas bem brasileiras muito bem localizado em São Paulo.

A dica desse bar escondidinho no meio da Rua Haddock Lobo foi de um amigo da época da faculdade. Queríamos fazer um reencontro do pessoal (o que não deu certo, mas a culpa não é nossa) e, como ele queria evitar os famigerados pubs da região da Avenida Paulista, sugeriu algo mais brasileiro e alternativo.

Ao chegar lá pedimos duas porções de entrada: um “kit festa” que traz 12 unidades de salgadinhos de festas infantis (coxinha, risole, kibe, etc) e mandiopã. É isso mesmo: mandiopã, aquele salgadinho mágico que triplica de tamanho e quantidade depois que é frito no óleo (porém fica super sequinho!). Se você não conhece, meu amigo, você não teve infância, é sério! Vá experimentar agora (vende em alguns supermercados também).

O kit festa vem em um potinho antigo de guardar sal e os salgadinhos são bem feitos (queria que tivesse vindo mais coxinhas do que kibes – já que eu não como carne vermelha, mas estava ótimo). Nota 8/10.

E esta aqui é a porção de mandiopã (acabou em segundos porque somos esfomeados demais). Nota 9,5/10.

Como o próprio nome do bar diz e como já comentei no início do post, uma das especialidades da casa são os refrigerantes artesanais. Desde a Tubaína mais tradicional até o guaraná Arco-Íris, passando por refrigerantes de limão, uva, laranja e tudo mais. Porém a pessoa que vos escreve não está tomando refrigerante há mais de dois anos e, mesmo sendo muito tentador (porque além dos refris tinha diversos drinks alcoólicos feitos também com refrigerante), consegui manter meu foco e pedi algo “refri-free”.


Foto tirada pela Biia.

Havia pedido uma caipirinha de morango, limão siciliano e mangericão, porém, o morango estava em falta e precisei trocar para uma caipirinha três limões (lima da pérsia, limão siciliano e limão taiti). Com opções de cachaça a sakê, acabei escolhendo a vodca mesmo. Nota 8/10.

Como não dá para ir em um lugar desses e ficar só nas porções, todos resolvemos pedir sanduíches. Eu não como carne vermelha (como já disse lá em cima) e esse é um dos destaques do bar: tem opções vegetarianas e veganas também! Fiquei em dúvida entre duas opções vegetarianas e optei pelo “Mineirinho”.

continue lendo