Para ir a dois e aproveitar o frio: Monte Verde – MG

Em 26.05.2016   Categoria: Viagens

Semana passada consegui tirar o meu banco de horas junto com as férias do Gui (aka meu namorado) e fomos aproveitar um pouquinho do frio em Minas Gerais, em Monte Verde. Eu adoro a cidade e sempre quis que o Gui fosse comigo, então dessa vez deu certo e lá fomos nós… Para quem não conhece a cidade, ela é bem simples: possui uma avenida principal com comércio, restaurantes e chocolaterias e é procurada por conta do frio e clima romântico que possui.

Vou contar um pouco para vocês o que fizemos nestes 3 dias em terras mineiras.

A pousada:

O que não falta é Monte Verde é lugar para se hospedar. Tem de aluguel de chalés a pousadas, campings e hotel fazenda, para todos os gostos e bolsos. Como essa foi minha segunda viagem com o Gui, preferi escolher uma pousada um pouco mais íntima. Li várias avaliações positivas da Palos Verdes e depois de ver tantas fotos, não resisti. Mesmo não sendo a mais barata, o preço foi bem justo pelo que ela oferecia. Ficamos em um chalé individual duplex com uma cama bem grande, calefação, lareira, frigobar e hidromassagem.

chalé duplex prime

A pousada é administrada por um casal de senhores argentinos super simpático. Ao reservar recebemos um texto um tanto quanto engraçado de ler, que foi escrito pelo próprio dono, em que ele diz para não fazer imaginações, elevar as expectativas além do que está nas fotos e, se for para reclamar, nem reservar hahaha… Conversando com ele no café da manhã, acabou nos contando alguns contratempos que teve com hóspedes que o levaram a escrever tudo aquilo. Não sei do que alguém reclamaria, pois os chalés, salão de café da manhã, piscina, jardim e etc são idênticos às fotos disponíveis no site.

Aliás, o diferencial da pousada é o café da manhã: uma mesa com diversas opções de pães e bolos, frutas, sucos, café, chá e cereais e, sempre que alguém chega ao salão, as meninas da cozinha trazem pães de queijo quentinhos e dois pratinhos de frios embalados e frescos, seguindo as regras da vigilância sanitária. Achei super legal e higiênico e não sei porque alguém reclamaria disso, já que caso queira mais, é só solicitar na cozinha que eles levam… Mas enfim, tem gente chata pra tudo, né? haha O único “problema” que encontramos foi o Wifi que não estava funcionando, porém o meu 3G e do Gui estavam ótimos, então não fez falta.

cafedamanha1

cafedamanha2

cafedamanha3

Site da Pousada: Palos Verdes (reservas pelo site próprio podem ter descontos).

Existem outras pousadas e hotéis ótimos e já fiquei em vários. Como alternativa, dê uma olhada nestes: Áustria Hotel II, Hotel Cabeça de Boi, Serras de Monte Verde e o Hotel Fazenda Floresta Negra (este é maravilhoso, porém fica no meio da estrada e não na cidade).

A comida:

Assim como as pousadas, o que não falta em Monte Verde são restaurantes. A maioria é “especializada” em fondue e carnes, além das comidas mineiras caseiras. Na nossa primeira noite nós optamos por irmos no rodízio de fondue do restaurante Boteco do Lago. Já havia ido lá e gostado, então resolvi repetir. O restaurante tem um clima super gostosinho, meio ao ar livre, ao lado do lago da cidade e sempre com música ao vivo. O rodízio estava muito bom, tanto o fondue de queijo quanto o de carne estavam ótimos (até repetimos o de queijo haha) e o de chocolate deixou um pouco a desejar, mas comemos mesmo assim. De semana o rodízio sai R$49,90 por pessoa, preço bem justo pelo que foi servido e também pelo local (em São Paulo é bem mais caro e a qualidade é quase a mesma).

botecodolago

 

continue lendo