Resenha: Confie em Mim – Harlan Coben

Em 01.09.2016   Categoria: Livros, Resenhas

confie em mimHarlan Coben me conquistou por causa de seu personagem Myron Bolitar, mas em Confie em Mim não é ele quem vai correr atrás para descobrir o que está acontecendo. Neste, somos apresentados a personagens que não voltam a estrelar nenhum livro (mesmo que em Confie em Mim eu tenha encontrado alguns indícios que me levam a crer que as histórias de Harlan Coben sempre acontecem num mesmo ambiente).

Não sei como ele consegue colocar tantos personagens num livro só e dar conta de todos eles individualmente e como um todo. Personagens que pensamos que não podem vir a se cruzar, acabam todos sendo ligados por causa de um ou dois acontecimentos.

Como são muitos os personagens, fica super complicado tentar falar algo sobre o livro porque não há um principal, todos dividem as páginas como protagonistas, mas eis aqui uma tentativa, só para dar o gostinho a vocês:

Depois que Spencer comete suicídio, Adam, um adolescente filho de Tia e Mike Baye, começa a ficar cada vez mais fechado. Não se abre com seus pais, não conta sobre o que acontece com ele e fica apenas trancado em seu quarto. Por causa disso, Tia convence Mike a instalar um programa para espionar o que o filho faz no computador. Com tudo isso salvo em relatórios, eles começam a ter mais controle sobre o filho, mas o problema é que um dia, depois de receber um e-mail de DJ Huff falando sobre uma festa regada a drogas e álcool, Adam desaparece.

Betsy, a mãe de Spencer, encontra uma foto dele no dia de sua morte que a leva a se perguntar se o filho realmente se matou ou se havia mais alguém com ele na hora de sua morte.

Enquanto isso, duas mulheres são assassinadas. Uma tem o rosto desconfigurado, a outra desaparece misteriosamente, deixando apenas o carro estacionado na frente de um hotel, levando a polícia a acreditar que ela poderia estar tendo um caso.

Esses acontecimentos não parecem ter ligação alguma, então é aí que Coben começa a fazer várias coisas acontecerem, deixando sua cabeça dar um nó atrás do outro, tentando descobrir o que está acontecendo por trás de tudo isso, mas, surpresa: você não consegue! Pelo menos eu não consegui…

Em Confie em Mim, Harlan só me provou que sabe fazer o que faz. Que o faz bem, que conquista qualquer leitor fã de suspenses policiais. Eu fiquei totalmente louca com este livro. Nas últimas páginas, roí todas as minhas unhas sem saber o que poderia acontecer e também ao descobrir o que ele inventou para que tudo estivesse ligado. Harlan é o máximo!

Confie em Mim – Hold Tight
Páginas: 320 Editora: Arqueiro Nota: ★★★★★


Resenha: Seis Anos Depois – Harlan Coben

Em 05.03.2015   Categoria: Resenhas

seisanosdepois Finalmente eu li algum livro desse autor maravilhoso! Depois de ver tantas resenhas por aí e comprar vários livros dele, eu consegui colocar no topo da pilha pra conhecer a escrita impecável de Harlan Coben. Acredito que comecei com o livro mais “light” (ou mais romântico) dele, mas gostei de qualquer forma e já estou pronta para os próximos.

Seis Anos Depois conta a história de Jake Fisher, um professor universitário que conheceu a mulher da sua vida em um retiro, Natalie Avery. O que Jake não contava era com o casamento repentino de Natalie com um de seus ex-namorados, assim mesmo, sem mais nem menos, e um pedido no dia da cerimônia: que Jake os deixasse em paz.

Ele cumpriu sua promessa por seis anos, mas quando acessou o obituário do dia e viu um nome conhecido, Todd, o homem com quem Natalie se casou, ele decidiu que muito tempo já havia se passado e era hora de procurá-la – nem que fosse para dar as condolências.

O problema é que, ao chegar no velório, Jake encontra uma viúva bem diferente de Natalie, mais velha e com dois filhos e começa a se perguntar se gravou bem o nome do homem que tirou o amor de sua vida de seus braços. Ele resolve investigar sobre Natalie, sobre onde mora e sobre quem era Todd. Ele encontra diversas coisas sobre Todd porque ele deu estudou na mesma universidade em que Jake dá aulas, porém nada sobre Natalie. Absolutamente nada é encontrado com o nome dela, sobre ela ou sua família ou até mesmo sobre o retiro em que eles se conheceram. Sim, é nessa hora que você começa a achar que Jake é louco, teve uma namorada imaginária e está delirando a ponto de achar que tem algo errado.

Mas não, Coben cria uma história incrível que se conecta em todos os pontos imagináveis e tudo tem uma explicação (nem sempre lógica, mas tem). E acredito que é exatamente disso que todos os fãs deles gostam: como todas as loucuras e situações ora impossíveis, conseguem se interligar e formar uma explicação lógica e super bem construída. Pelo menos meu ponto positivo pra ele entra aqui.

O livro é sim um suspense por conta dos mistérios que giram ao redor de Natalie e Todd, porém tem um tom bem romântico. Eu gostei muito do protagonista, Jake tem suas particularidades, porém no fundo é uma pessoa amorosa, determinada e corajosa. Alguém para se admirar ao longo da história. Eu gosto quando as personagens vão crescendo conforme a narrativa (alguns não mudam e outros pioram e esse não é o caso). Minha única reclamação é que alguns pontos poderiam ter sido mais esclarecidos, a história poderia ter sido um pouquinho mais longa. Mas só!

Se você gosta de livros de suspense e mistérios, tenho certeza que Harlan Coben é o autor certo para você.

Seis Anos Depois – Six Years
Páginas: 267 Editora: Arqueiro Nota: ★★★★☆