Resenha: Até eu te Encontrar – Graciela Mayrink

Em 26.01.2017   Categoria: Resenhas

até eu te encontrar Até eu te Encontrar é o livro de estreia da Graciela Mayrink. Eu já havia lido o livro anteriormente, mas depois do lançamento dele pela Editora Novo Conceito, não resisti. Precisei reler a história de Flávia e Luigi.

Flávia se muda para Viçosa para estudar na UFV e, lá, começa a descobrir muitas coisas sobre seu passado e sobre sua família. Por ter perdido os pais bem nova, foi criada pelos tios, portanto, apesar de saber quem são seus pais, não sabe nem metade da história que envolve a sua mãe. E é em Viçosa, ao conhecer sua vizinha, Sônia, que começa a desvendar um pouquinho desses mistérios.

Flávia faz vários amigos, mora sozinha, sai bastante com as pessoas que acaba conhecendo nessa nova cidade e vê sua vida virando de pernas pro ar.

O que eu acho super interessante em Até eu te Encontrar é o fato de Graciela colocar vários personagens na história e saber trabalhar com todos eles, dando a devida importância para cada um e explicando tudo sobre eles, sem deixar pontas soltas ao final da leitura. O ambiente universitário brasileiro também é mostrado de forma fiel (já que Graciela foi aluna da Universidade Federal de Viçosa), o que é um grande diferencial na história.

Ao começar a reler, também consegui tirar uma conclusão: sem saber o que era new adult, Graciela construiu um livro que se enquadra direitinho neste gênero. Flávia, ao entrar na Universidade, passa a descobrir quem ela é e passa a entender um pouco mais sobre sua vida, o que são características fortes em romances new adults.

Eu sou simplesmente apaixonada pela história de Até eu te encontrar. Graciela fez com que cada personagem entrasse na hora correta da história. Felipe, Lauren, Gustavo, Sônia, Carla, Luigi e vários outros, aparecem exatamente no momento em que precisam aparecer e assim constroem esta história.

Amo este livro e não há maneira melhor para terminar esta resenha a não ser dizendo que vocês também precisam ler e ficar assim, louquinhos por Até eu te Encontrar.

Páginas: 384 Editora: Novo Conceito Nota: ★★★★★


Bienal Internacional do Livro 2016 – São Paulo

Em 25.08.2016   Categoria: Livros

A 24ª edição da Bienal Internacional do Livro acontecerá em São Paulo entre os dias 26 de Agosto (mais conhecido como amanhã rs) e 4 de Setembro. Novamente o local escolhido para sediar o evento foi o Pavilhão do Anhembi. Eu particularmente não sou muito fã deste local, porque ele é pequeno, abafado e acaba deixando o evento um caos.

bienal do livro 2016

A maior novidade deste ano é que as senhas para os autógrafos e palestras foram distribuídas online. Eu nunca consegui pegar nenhuma senha porque me recusava a chegar de madrugada e ficar em uma fila enorme com um monte de gente mal educada empurrando e tudo mais. Quando confirmaram a presença da Marian Keyes eu comecei a surtar e a pensar em um plano de como não me matar para conseguir a senha, mas tudo foi simplificado através do site e em 3 minutos eu já havia garantido a minha senha! Tanto para a Marian quanto para a Ava Dellaira – as duas no mesmo dia, então fiquei super feliz.

Esse ano, vide o momento atual do mundo literário, diversos youtubers estarão presentes – então prepare-se para o caos e muitos gritos, porém a grande maioria estará lá nos dias de semana (ufa!).

Para visualizar a lista completa de quem estará por lá, acesse a programação no site da Bienal.

Além desses eventos “fechados”, diversos autores ficam nos estandes das editoras boa parte do dia e sempre estão disponíveis para conversar, autografar os livros e tirar aquela foto de lembrança <3 Além disso, diversas editoras programam algumas atividades em seus estantes para chamar os visitantes. Fique de olho nas redes sociais das suas editoras e autores favoritos para não perder.

Compras:

É quase impossível sair de lá sem comprar ao menos um livro. Apesar de eu ter mais de 200 em casa não lidos, sempre tem aquele que eu quero muito no momento. Só cuidado para não sair comprando demais só porque todos os títulos estão ali saltando na sua frente: muitos livros são bem mais caros dentro das próprias editoras do que se você comprar online.
Normalmente eu monto uma lista dos títulos que eu mais quero e faço uma breve busca na média de valores para poder comparar com os valores que encontrarei por lá.

Comidas:

Sim, há quiosques que vendem comes e bebes, porém a fila é sempre gigantesca e os preços bem absurdos. Como eles permitem levar até água, faça lanchinhos, compre barrinhas de cereal e coisas práticas e vá se alimentando durante o dia. Quando sair de lá, faça uma refeição mais reforçada que é melhor.

Vestimentas:

Sempre falo isso, mas não custa repetir: vá com uma roupa muito confortável. Deixe o salto de lado, vá de tênis, ou qualquer outro calçado que te permita ficar bastante tempo em pé.
Prepare-se para passar muito calor, mas não esqueça de levar uma blusinha (mãe/vó sempre avisam isso, né?) – São Paulo passa pelas 4 estações em um só dia, então apesar de dentro do pavilhão ser extremamente quente, na hora que você sair, provavelmente terá um ventinho gelado e a blusa vai te cair muito bem.

Transportes:

Há diversas formas de ir até a Bienal. Desde o famigerado busão até de bicicleta.
Nas estações Portuguesa-Tietê (todos os dias) e Barra Funda (aos finais de semana), a própria organização disponibiliza ônibus na faixa de ida/volta ao Pavilhão uma hora antes do início do evento e até uma hora após o encerramento.
O pavilhão também possui estacionamento (de R$30 a R$70,00) e há diversos estacionamentos ao redor do Anhembi.
Você também pode ir até alguma estação de metrô/trem ou ponto de ônibus próximo e chamar um táxi/Uber para chegar até o pavilhão. A única coisa não muito segura é ficar andando por ali sozinho a pé, então não vacile e aproveite o tranporte gratuito!

Para informações completas, acesse a página Como Chegar.

Editoras:

Várias editoras estarão na Bienal para divulgar novos livros e autores, relançar livros já publicados ou para chamar cada vez mais leitores para as publicações delas.
Pegue um mapa na entrada da bienal para poder se organizar com as visitas aos estandes.

Os estandes que eu com certeza visitarei serão os da Editora Biruta, Intrínseca, Rocco, Leya, Grupo Editorial Record, Editora Globo, Arqueiro e The Walt Disney Company.

Informações Gerais da Bienal:

Quando: De 26 de Agosto a 4 de Setembro de 2016
Endereço: Av. Olavo Fontoura, 1.209 – Santana – SP (Pavilhão de Exposições do Anhembi)
Horários: 2ª-6ª: das 9h às 22h / Finais de semana: das 10h às 22h / 04 de Setembro*: das 10h às 21h

Para comprar seu ingresso antecipadamente, acesse o site da Tickets for Fun.


Resenha: Surpreendente – Maurício Gomyde

Em 03.03.2016   Categoria: Resenhas

capa_surpreendente Ah, como eu adoro fazer resenha desse queridíssimo autor! Não é novidade para ninguém que acessa o blog o quanto eu sou fã do Maurício Gomyde e como acho incrível o notável crescimento dele ao longo dos livros publicados. Este é o 6º livro do autor, porém o 1º pela Editora Intrínseca – e preciso comentar que eu gostei muito dessa parceria: todo o trabalho de diagramação, design, estrutura, revisão e tudo mais está impecável. Espero que o contrato seja longo!

Surpreendente já começa nos surpreendendo: é um futuro da história sendo apresentado antes mesmo de conhecermos o enredo. O primeiro capítulo é rápido, mas deixa aquele pontinho de mistério e ansiedade para saber como as personagens chegaram lá.

Logo no segundo capítulo conhecemos Pedro Diniz, apaixonado por cinema desde pequeno, mais especificamente os filmes clássicos e tem como “missão” propagar esse interesse para todos. Como qualquer aspirante à cineasta, o sonho de Pedro é chegar até Hollywood, mas um empecilho em sua infância o fez duvidar de até onde poderia chegar: ele foi diagnosticado com uma doença em que a visão vai diminuindo aos poucos, até chegar à cegueira… MAS indo contra o que todos os médicos imaginavam, a degeneração dele acaba estacionando em 30%! Ou seja, Pedro tem 70% da visão e acredita que conseguirá seguir sua carreira de cineasta normalmente.

Enquanto Pedro sonha acordado, ele segue a vida trabalhando em uma videolocadora da periferia e cuidando de um cineclube em que passa só filmes clássicos e, mesmo sem muito público, tenta convencer a dona do local a deixa-lo aberto e não substitui-lo por uma boate. É no meio de um dos filmes que ele acaba conhecendo Cristal e fica louco pela ruiva. A forma como eles vão se conhecendo melhor é incrível e apaixonante, deixando a história um pouco mais romântica.

O foco de Pedro no momento é a produção de um filme para a universidade para poder ganhar um tão sonhado prêmio do cinema e durante o andamento do roteiro, algo acontece: um segredo e um problema acabam interferindo nessa produção, mas com o apoio dos amigos Fit, Mayla e Cristal, eles acabam indo para uma cidadezinha chamada Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala atrás de algumas respostas (porém não é bem isso que Pedro passa aos amigos – ele apenas diz que irá gravar o seu filme durante essa viagem).

As aventuras que eles vivem na viagem misturam drama, comédia e romance e não focam apenas no “problema” e segredo de Pedro, o que deixa tudo mais leve e flui de uma forma incrível. O desenrolar da história é muito bem escrito, mas na minha opinião poderia ter sido um pouco mais detalhado… Eu leria mais umas 200 páginas fácil fácil, então o desenrolar poderia ter sido feito de forma mais tranquila e não com tanta pressa. Os pontos seriam melhor definidos e explicados – esse é o único ponto negativo do livro, o que não é de todo ruim…

Eu ganhei esse livro de uma amiga querida, a Duda, que amou a história e se arrependeu de não ter lido algo do Mauricio antes. Então não vá na mesma onda dela e leia agora!!! hahaha Sei que sempre recomendo os livros dele, mas esse está realmente surpreendente e vale a pena ler.

Surpreendente
Páginas: 272 Editora: Intrínseca Nota: ★★★★☆


Página 1 de 5912345... 59Próximo
MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Seleção de Livros! Clique e confira.