Resenha: Crescendo – Becca Fitzpatrick

Resenhas • 16.11.2011  

Crescendo – Crescendo
Autora: Becca Fitzpatrick
Editora: Intrínseca
Páginas: 288
Nota: ★★★★★

Sinopse: Nora deveria saber que sua vida estava longe de ser perfeita. Apesar de começar uma relação com seu anjo da guarda, Patch (quem, título à parte, pode ser descrito como qualquer coisa, menos angelical), e sobreviver a um atentado a sua vida, as coisas não parecem melhorar. Patch está começando a se afastar e Nora não consegue descobrir se é para o seu próprio bem ou se o seu interesse voltou-se para sua arqui-inimiga, Marcie Millar. Sem contar que Nora é assombrada por imagens de seu pai e ela fica obcecada querendo descobrir o que realmente aconteceu com ele naquela noite em que ele partiu para Portland e nunca voltou para casa. Quanto mais Nora se aprofunda no mistério da morte de seu pai, mais ela começa a se perguntar se sua ascendência nefilim tem algo a ver com isso, assim como o por quê de ela estar em perigo com mais freqüência do que as garotas normais. Já que Patch não está respondendo suas perguntas e parece estar atrapalhando, ela tem que começar a procurar as respostas por si só. Confiar demais no fato de que ela tem um anjo da guarda põe Nora em perigo de novo e de novo. Mas ela pode mesmo contar com Patch ou ele está escondendo segredos mais obscuros do que ela pode imaginar?

 

Se você não leu Sussurro, pode encontrar alguns spoilers nessa resenha.

Eu não sei por onde começar essa resenha. Se eu começo falando que eu amei demais ou que eu quero logo Silence, a continuação ou que eu me apaixono a cada linha mais pelo Patch, apesar de ele ser um cachorro ou se eu devo começar pelo começo…

Logo no prólogo temos um flashback da morte do pai de Nora Grey (nossa protagonista), Harrison Grey e a cena só será explicada e fará sentido nos últimos capítulos do livro, mas é bom mantê-la em mente desde o começo. Muita aventura está nessa continuação, me arrisco dizer que até mais que em Sussurro.

Conhecemos novos personagens, como Scott Parnell, um amigo de infância de Nora que está de volta a Coldwater e é um nefilim, mas nem ele sabe disso. Rixon, o bff do Patch, aparece muito mais nesse livro e tem muita importância em tudo. Além de ser essencial para Nora para ficar sabendo meio que indiretamente sobre como Patch está – ah, é, eles terminaram. Não sei explicar muito bem sobre isso… A Nora ficou muito mal com o término do namoro (oooooi, é o Patch, quem não ficaria?) e tem horas que dá vontade de bater na cara dela, porque ela é totalmente masoquista, querendo sempre saber o que ele tá fazendo, onde ele tá e etc. Ai, que ódio!

Tá, vou contar uma coisinha que nem é spoiler… Não é novidade que Nora e Marcie Millar não se dão nada bem, mas vocês não viram nada em Sussurro. Marcie é a típica galinhazinha da escola e isso não irrita só Nora, como todo mundo. E Patch sabe muito bem disso, e adivinha pra quem ele recorre quando termina com Nora? É. E ela ainda quer saber da vida dele mesmo assim… Sem comentários!

Não sei o que falar sem estragar surpresas… Já disse que Rixon é uma peça muito importante nessa história e Vee também, já que agora eles dois estão juntos e Nora se sente muito sozinha sem a melhor amiga, por isso começa a sair com Scott e sempre encontra Patch aonde for. Ela sabe que mesmo terminando o namoro com ele, ele ainda é seu anjo da guarda, até que ela peça o contrário – e ela o faz… Mas não se dá conta que um pedido durante uma briga, fosse sério.

Além de toda a zona dos anjos, arcanjos, nefilins e etc, Nora vai descobrir algumas revelações muito importantes para entender porque está no meio de tudo isso e para perturbá-la ainda mais, ela começa a ter visões do seu pai, que não são por acaso, mas que a perturbam de uma forma tensa, e a quem está lendo também, porque ficamos confusos com as palavras que ele fala.

Só posso dizer que quem gostou de Sussurro e se interessa pela história, vai gostar muito de Crescendo. E no final… Ai, o final, vocês não vão querer esperar por Silence pra acabar com a agonia de ver o nome de Chauncey sendo pronunciado de novo dentro de uma frase interrogatória.

Sem mais, não tem mais o que falar. Leiam, só isso!


  • Babi Lorentz

    Em 16.11.2011

    Huuuuum…
    Juh, comprei este na Bienal e tá aqui na lista.
    Tô doidinha pra ler porque quero muito saber o que vai acontecer com a Nora e, claro, com o Patch.
    E agora to curiosa com o fato de o pai dela aparecer!
    Beijão

    [Responder]

  • Natália Ribeiro Gomes

    Em 16.11.2011

    A Becca Fitzpatrick soube escrever uma série decente que tem como foco o romance entre dois personagens sem perder a linha do mistério. Neste livro a Nora ganhou meu respeito também. Achei o primeiro melhor, mas o segundo livro foi muito bom também e me deixou ansiosa pelo próximo com certeza.

    [Responder]

  • Babi Lorentz

    Em 16.11.2011

    Juh, sobre o comentário no MySelf, na verdade eu uso é 40. 38 fica arroxada (quando é nova) ou se já foi usada bastante e está relaxada.

    [Responder]

  • thanny

    Em 16.11.2011

    Oi, Juh!

    Fiquei louquinha lendo esse livro! E muitas vezes quis bater a cabeça da Nora na parede pra ela deixar de coisa.

    Vai demorar muito pra Intrínseca lançar Silence? Preciso ler! ;;

    Beijos

    [Responder]

  • Larissa

    Em 16.11.2011

    fiquei super curiosa pra ler esse livro, culpa sua, rs
    aqui sempre lindo *-*

    beijos <3

    [Responder]

  • Ceile

    Em 16.11.2011

    u_u Este livro é tipo… UAU!
    Muitas emoções se misturaram qndo li… Raiva da galinhada, do cafajeste, da infantilidade…
    Mas eu resumiria este livro como mto triste…
    Esta série é, de longe, a melhor de anjos… Eu também estou louca por Silence…
    O final é mto OMG! Vai ou não?
    Mas fiquei com mta raiva de Nora… Ela sabe de todos os perigos e talz e fica achando que o Patch que é mal??? WTF?

    Bjo!

    [Responder]