#xuxusemforma: um mês de nutricionista

#xuxusemforma • 24.09.2014  

#xuxusemforma é um projeto que, junto com algumas amigas, tem o objetivo de manter uma vida mais saudável.

Como comentei no último post do #xuxus, resolvi marcar uma nutricionista para poder seguir uma dieta saudável que trouxesse resultados a longo prazo. Bem, um mês se passou e resolvi registrar tudo o que aconteceu.

xuxusemforma_nutri

Meu primeiro retorno ao consultório foi no dia 2 de Setembro, 15 dias após a primeira consulta. Eu vou ser bem sincera e confessar que não foi nem um pouco fácil. Primeiro que eu escolhi totalmente errado o primeiro dia da consulta, logo na semana que minha irmã estava saindo para o intercâmbio e as festinhas de despedida não ajudaram em nada. Ela foi embora, eu fiquei e a minha vontade incontrolável de doces e coisas gordurosas também ficou junto comigo. Eu tentei me esforçar, de verdade, mas chegava o final do dia e eu largava tudo e me lotava de comer. Tentei até adiar a consulta do retorno para não levar bronca, mas não adiantou.

O resultado de tudo isso refletiu na balança: +700g. Não foi fácil ver que me esforcei por um tempo, larguei tudo, voltei para a linha e ainda assim engordei. Quer dizer que os 2 ou 3 dias que eu resolvi largar a dieta, valeram mais do que os outros 10 que eu fiz certinho? Pois é, como sempre dizem, é mais fácil engordar do que emagrecer. Basta um chocolate na hora errada que já era.

Prometi que ia me esforçar 100% e quase consegui. Digamos que me esforcei 90%, o que já está ótimo para quem não conseguiu cumprir os 15 dias, não? Não. Sábado passado (20) voltei lá junto com a minha mãe (pretendo levar a família toda! haha) e qual foi a minha surpresa em ver que eu só havia emagrecido 700g? Os mesmos que eu tinha ganhado na primeira quinzena! Ou seja: voltei à estaca zero e esse primeiro mês foi jogado no lixo.
Eu fiquei muito chateada, de verdade mesmo, porque dessa vez eu me esforcei. Ok, eu não segui a dieta 100%, como eu disse, mas eu fiz o dobro de exercícios (ou mais) e nem assim consegui eliminar um pouco mais… Mas a vida continua e preciso mostrar pra mim mesma no próximo retorno que eu consigo fazer bem melhor.

Então, no final de semana eu dei uma “jacada” básica por conta do meu descontentamento (exatamente o que eu comentei que às vezes acontece no post sobre o #StopTheBeautyMadness) e segunda feira voltei pra dieta. Resisti à uma vontade enorme de comer doces com os tabletinhos de chocolate 70% de cacau e me mantive na linha. E vou me esforçar para continuar nos próximos dias para poder sair mais contente do consultório no dia 4. Aí conto pra vocês como foi :)

Eu resolvi misturar um pouco a minha dieta com a da minha mãe (lembram que eu escolhi a desafiadora? Ela pegou a Flex), para não sofrer tanto assim e me sentir muito culpada por comer um docinho ou outro. Na dieta dela pode comer doces 2x por semana, então já dá pra dar uma aliviada sem culpa.

Espero que eu me dê bem nessa quinzena e volte com resultados positivos pra vocês e, claro, pra mim. O relógio tá andando e logo logo minha viagem está aí e eu não consegui emagrecer nem metade do meu objetivo… E não queremos isso, né? haha


#xuxusemforma: Acompanhamento nutricional

#xuxusemforma • 25.08.2014  

#xuxusemforma é um projeto que, junto com algumas amigas, tem o objetivo de manter uma vida mais saudável.

Depois de tantos comentários lindos e motivacionais do último post do #xuxusemforma, resolvi postar logo como está sendo meu acompanhamento nutricional que começou na semana passada.

xuxusemforma acomapanhamento nutricional

Conheci a Dra. Renata através de uma super amiga de berçário infância que sempre foi muito parecida comigo e está se dando bem com ela e resolvi ir até o consultório conhecê-la. Já começamos bem porque marquei minha consulta por Whatsapp! Adoro modernidades, ok? Cheguei lá e fui atendida em meio a sorrisos: ponto positivo, apesar de um pouquinho de atraso (estava no horário de almoço do trabalho e não podia ter demorado tanto, mas tudo bem – foi por uma boa causa).

A Renata me fez as perguntas básicas do que eu como normalmente, atividades físicas, metas e objetivos. Definimos que minha meta será o que eu já queria mesmo: 70kg. Esse foi o meu menor peso nos últimos 5 anos e eu estava me sentindo bem assim, então quero voltar (sim, como eu estava nas fotos de 2012). Me pesei, ela mediu minha cintura e quadril e sentamos para falar sobre os planos.

Ela me apresentou 3 alternativas de dieta que ela trabalha: Adaptação, Flex e Desafiadora. É óbvio que vocês já devem ter ideia de qual eu escolhi, né? A média de eliminação de peso da dieta desafiadora é 4kg por mês, o que entra no meu objetivo para a minha viagem de Dezembro – foi por isso que escolhi essa.
Demos uma olhada no cardápio que ela preparou e no que eu posso e não posso comer. Não vou mentir pra vocês que quase pensei em mudar para a “flex”, já que com essa eu não posso comer nada de tranqueirinhas, pizza, doce e etc :( Mas tenho que me esforçar e estou fazendo de tudo pra conseguir!

O que eu pretendo é ficar com essa dieta até o final do ano e depois passar para a flex para ir equilibrando melhor meu lado nutritivo pra depois descer pra dieta adaptação, que será a que farei pro resto da vida… Podendo comer de tudo um pouco, mas com escolhas sábias e muito equilíbrio. Mas, um passo de cada vez!

Não vou dizer que essa semana já comecei seguindo tudo direitinho porque minha irmã vai viajar essa semana e tivemos dois jantares de “despedida”, além da bienal nesse final de semana. Mas já estou voltando com tudo pra ontem! Afinal, segunda feira que vem tenho o retorno com a Dra. para ver como eu me saí e não quero passar ~tanta~ vergonha, né!

Na quinta feira meu pai chamou um pessoal lá em casa e fizemos pizza. A nutri liberou mussarela de búfula se eu ficasse com muita vontade, então foi isso que fiz: um pouquinho de mussarela e dois pedaços fininhos pra não ficar lá mordendo os cantinhos dos dedos. Nada de vinho ou refrigerante (nem suco de caixinha), então fiquei na água mesmo. E tomei meia colher de sopa de sorvete – não estava nos planos, mas a vontade falou muito mais alto.

Na sexta feira foi a vez de chamar um pessoal na casa da minha mãe. Encomendamos salgadinhos, fizemos hot dog e lanche de metro. E eu? Comi o lanche de metro com alface, tomate e queijo – faltou um franguinho, mas não deu pra fazer. Eu posso trocar minhas refeições por lanche, então ainda estava dentro da dieta! Mas me permiti comer um docinho. Desculpa, gente, não sou de ferro! Não consigo passar vontade, me sinto muito mal. O problema foi que eu não comi só um… Minha mãe e a amiga dela fizeram umas trufas “abertas” e eu não resisti… E isso durou durante todo o final de semana já que sobrou bastante e ficou lá na geladeira :(

Na bienal eu resolvi levar um lanche de queijo e uma bolachinha doce integral. Foi o que eu comi durante o dia todo, até que não fui mal, né? No domingo eu almocei antes de ir (salada!) e lá nem comi nada… Mas a janta foi algo que eu não poderia comer de jeito nenhum: Habib’s. Oh gosh, foi muito difícil :(

Então se formos colocar na balança como foi a minha semana, diria que foi ótima, mas o final de semana péssimo! Vou me cuidar essa semana e me esforçar muito para conseguir manter a dieta no próximo final de semana, porque realmente é a parte mais difícil.

Espero que meu esforço não tenha sido tão em vão assim, não posso jogar tudo fora no final de semana, né? #vamoquevamo


#xuxusemforma: desabafos de uma gordinha

#xuxusemforma • 18.08.2014  

#xuxusemforma é um projeto que, junto com algumas amigas, tem o objetivo de manter uma vida mais saudável.

Eu sempre fui gordinha. Nunca vi uma foto minha sem dobrinhas, desde neném até hoje, a única fase que posso dizer que “estava bem” (mas muito provavelmente estava acima do “peso ideal”) foi entre 3-4 anos, e olhe lá.


juh_pequena2

Aos 5 anos já começou a aparecer o papo, os braços gordinhos e etc…


Eu sei que um dos problemas foi a liberdade dos meus pais com tudo que eu comia… Meu lanchinho da escola tinha bolo, chocolate, bolacha recheada, suco de caixinha, etc, etc… Era muito provável que eu engordaria na infância/adolescência se comesse tudo isso porque minha genética é de gordinhos. Avós, pais, tios e etc, a maioria tem tendência a engordar e é óbvio que comigo não seria diferente (exceção pra que te quero!). Aí chegou a adolescência, meninos, festas e etc e você começa a tomar consciência de como a sociedade enxerga quem está fora do “padrão de beleza” imposto pela própria sociedade.

CONTINUE LENDO »


Página 1 de 41234